Você está em: Home >> Notícias >> Desemprego segue em 6%, mas salário cai pela 1ª vez desde abril
 
- Procurar Notícias  
 
 
 
27/10/2011 | Desemprego segue em 6%, mas salário cai pela 1ª vez desde abril

*Notícia publicada originalmente no site Agência Carta Maior.

 

O desemprego manteve-se estável em 6% na passagem de agosto para setembro, mas o salário médio dos brasileiros caiu 1,8%, baixando a R$ 1,607 mil (perda de R$ 30). Na comparação com o mesmo mês do ano passado, a situação se inverte – a taxa de desocupação recuou (era de 6,2%), e a remuneração média continuou igual.


As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (27) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que faz a pesquisa todo mês entrevistando 120 mil pessoas em seis regiões metropolitanas – Belo Horizonte, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo. A taxa de desemprego subiu apenas no Rio. A queda salarial foi geral - desde abril, que a renda subia mês a mês.


Em termos setoriais, o declínio na renda também foi quase generalizado - só os trabalhadores domésticos conseguiram ganhos (2%). Houve diminuição na indústria, no comércio, na construção civil e nos serviços. O maior tombo (5%) foi no segmento "educação, saúde e administração pública", que no entanto tem o maior salário médio (R$ 2.183).


Nas seis regiões metropolitanas pesquisadas, o IBGE estimou haver uma população economicamente ativa de 24,1 milhões, das quais 1,451 desempregadas. Desde julho que o desemprego medido pelo IBGE está em 6%.


Segundo o ministério do Trabalho, em setembro, foram gerados 209 mil empregos com carteira assinada em todo o país, 10% a mais do que em agosto (190 mil). No ano, o número de vagas novas chegou a 2 milhões.

 

 
Últimas Notícias
 
18/03/2017   -- Atos dizem NÃO a Temer & súcia em defesa da Previdência e CLT
18/03/2017   -- Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato
16/03/2017   -- Não tem déficit na Previdência, o que tem é muito roubo
18/01/2017   -- Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”
18/01/2017   -- Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
18.03.2017
 Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato.
18.01.2017
 Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral.
18.01.2017
 Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”.
13.12.2016
 Wagner e assessor especial de Dilma receberam suborno.
13.12.2016
 Geddel se sentia passado para trás.
13.12.2016
 Renan recebia pixuleco através de Jucá.
13.12.2016
 Padilha e Moreira Franco eram os prepostos de Temer que abasteciam PMDB da Câmara.
13.12.2016
 “PEC 55 só favorece especulador”, afirma o economista Nilson Araújo.
13.12.2016
 PEC do roubo à Previdência barra aposentadoria plena antes dos 70 .
13.12.2016
 Juros altos e sem investimentos, PIB recua 0,8% no 3º trimestre.
13.12.2016
 Governo, Congresso e STF estão podres. Eleições Gerais Já!.
23.11.2016
 Governo apresenta novo pacote de arrocho contra servidores gaúchos.
23.11.2016
 Contra a PEC 241/55 e o Pacote do Sartori.
21.10.2016
 Ipea diz que PEC 241 vai tirar 868 bilhões da assistência Social.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.com.br