Voc√™ est√° em: Home >> Not√≠cias >> Parlamentares lan√ßam frente em defesa da ind√ļstria nacional
 
- Procurar Not√≠cias  
 
 
30/03/2012 | Parlamentares lan√ßam frente em defesa da ind√ļstria nacional

Setor demanda medidas urgentes em prol
da produção e do emprego, diz manifesto

Com a participação de lideranças sindicais e empresariais, foi lançada na terça-feira (27/03), na Câmara dos Deputados, a Frente Parlamentar em Defesa da Indústria Nacional. “A Frente teve assinatura de quase 300 parlamentares. A união de esforços entre trabalhadores, empresas, governo e Congresso vai permitir que se encontre mais rapidamente soluções emergenciais para esse momento grave que vive a nossa indústria”, afirmou o deputado Newton Lima (PT-SP), que preside a Frente.

Newton Lima revelou que dados do IBGE divulgados recentemente confirmam a preocupação manifestada pelos participantes do ato na Câmara. De acordo com o IBGE, “o processo de retração da indústria de transformação na composição do Produto Interno Bruto (PIB) se agravou nas ultimas décadas, passando de 27, 6% em 1985 para 14,6% em 2011”, disse. Os dados fizeram os “alarmes soarem, mobilizando governo, empresários e trabalhadores”.

Para o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, “a economia vai bem em muitas áreas. O setor que tem problema é a indústria de transformação, então, temos que focar nesse setor. Precisamos de medidas eficazes e eficientes para que os resultados mudem. É importante a iniciativa dos parlamentares em colocarem seu foco em defesa da indústria de transformação brasileira”.

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Sérgio Nobre, destacou a “enxurrada de produtos importados, que tiram emprego de milhões de brasileiros”.

No evento, foi lido o manifesto “Em defesa da produção e do emprego”. O documento assinado por federações, associações e sindicatos das indústrias e pelas centrais sindicais afirma que a estagnação da indústria de transformação em 2011 “é algo extremamente grave e preocupante”. Apesar do forte crescimento do consumo, “o setor industrial reduziu drasticamente a geração de empregos, agudizando ainda mais o processo de desindustrialização no Brasil”.

Segundo os empresários e sindicalistas, os “juros altos, câmbio valorizado, guerra fiscal favorecendo as importações, entre outros fatores, incentivam artificialmente a entrada de produtos importados, fazendo com que a indústria pouco contribuísse para o crescimento do PIB em 2011”. Lançado pouco antes da divulgação do resultado do PIB que registrou crescimento de apenas 2,7% em 2011, o manifesto já apontava que o crescimento da economia deveria ficar “abaixo de 3%, após crescimento de 7,5% em 2010”. “Esses dados revelam o descompasso entre as ações promovidas pelo governo, e a realidade da indústria que demanda medidas emergenciais e efetivas”, ressalta o documento.

A Frente Parlamentar pretende promover debates com representantes do setor e propor ações para evitar o desmonte da indústria nacional. “Precisamos discutir e propor medidas legislativas e políticas públicas que incentivem a inovação tecnológica e valorizem o conteúdo nacional nas linhas de produção brasileiras”, frisou Newton Lima.

Já os empresários e trabalhadores tomaram as ruas do país para salvar a indústria. Na segunda-feira (26) e na quarta-feira (28), as centrais CUT, Força Sindical, CGTB, CTB, NCST e UGT e entidades empresariais - Fiesp, Abimaq, Abinee, Abiquim, Abipeças, Sinditêxtil, entre outras - realizaram atos em Porto Alegre (RS) e em Florianópolis (SC). No próximo dia 4 de abril, esperam reunir 100 mil pessoas em São Paulo.

A ministra em exercício do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Heloisa Menezes, anunciou, no lançamento da Frente Parlamentar em Defesa da Indústria Nacional, que o governo vai lançar no próximo dia 3 de abril os Conselhos Setoriais de Competitividade.

Publicado no Jornal Hora do Povo edição 3043

 

 
Últimas Notícias
 
15/10/2018   -- Agora √© unir 67% dos brasileiros para votar contra Bolsonaro e sua ditadura
15/10/2018   -- ‚ÄúVou me somar aos que lutam contra o retrocesso pol√≠tico‚ÄĚ, diz Jo√£o Goulart
15/10/2018   -- Partido P√°tria Livre aprova apoio cr√≠tico a Haddad
06/08/2018   -- Jo√£o Goulart Filho √Č Aclamado Candidato A Presidente Em Conven√ß√£o Nacional Do PPL
20/07/2018   -- EDITAL DE CONVOCA√á√ÉO CONVEN√á√ÉO ESTADUAL
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
06.08.2018
 Jo√£o Goulart Filho √Č Aclamado Candidato A Presidente Em Conven√ß√£o Nacional Do PPL.
20.07.2018
 EDITAL DE CONVOCA√á√ÉO CONVEN√á√ÉO ESTADUAL.
17.04.2018
 Cientistas Engajados disputar√£o as elei√ß√Ķes em 2018.
13.03.2018
 PPL apresenta candidatura de Jo√£o Goulart Filho a presidente da Rep√ļblica.
12.03.2018
 PPL decide: Jo√£o Goulart e L√©o Alves para Presid√™ncia e Vice-Presid√™ncia do Brasil.
08.02.2018
 NOTA AO POVO GA√öCHO.
02.02.2018
 Aposentados fazem desfile-protesto contra assalto √† Previd√™ncia.
02.02.2018
 Gasto com juros foi de R$ 400 bilh√Ķes em 2017.
02.02.2018
 Servidores P√ļblicos refor√ßam convoca√ß√£o de greve geral dia 19.
02.02.2018
 ALERGS n√£o vota o pacote de Sartori.
02.02.2018
 Governo do RS deixa metade dos servidores sem sal√°rio.
02.02.2018
 Filho de Jango √© lan√ßado presidente em S√£o Borja.
22.01.2018
 Resolu√ß√£o da Executiva Estadual do Partido P√°tria Livre ¬Ė RS.
15.01.2018
 Jo√£o Vicente Goulart condena ¬ďdesmoraliza√ß√£o¬Ē do Minist√©rio do Trabalho.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br