Você está em: Home >> Notícias >> Marinha realiza com sucesso o teste de motor brasileiro para mísseis Exocet MM40
 
- Procurar Notícias  
 
 
11/05/2012 | Marinha realiza com sucesso o teste de motor brasileiro para mísseis Exocet MM40

 A Marinha informou que os testes de lançamento do motor brasileiro para mísseis Exocet MM40, artefato antinavio de superfície de médio alcance, foram realizados com sucesso no último dia 18 de abril. Segundo a Marinha, o desenvolvimento dessa tecnologia possibilitará que, no futuro, os motores possam ser exportados e ainda utilizados em outros modelos de mísseis, nacionais e internacionais.

Na avaliação do vice-almirante Ronaldo Fiúza de Castro, o domínio de tecnologia de fabricação dos motores para o Exocet MM40 “representa a possibilidade de estender, por muitos anos, a vida útil dos mísseis que o Brasil possui”. Ele mencionou ainda a possibilidade de exportação de produtos e serviços, pela Base Logística de Defesa Brasileira, relacionados a esse míssil e, no futuro, a outros equipamentos desse gênero.

O desenvolvimento obtido, a partir de parceria tecnológica envolvendo, além da Marinha do Brasil, a Avibras (empresa aeroespacial brasileira de capital privado 100% nacional) e o grupo europeu MBDA – líder mundial em fabricação de mísseis e sistemas de mísseis, significa que o Brasil se tornou um país independente na construção e certificação de motores para mísseis Exocet MM40.

Outro detalhe do projeto utilizado no teste de avaliação de risco foi a substituição da cabeça de combate do míssil (a carga explosiva) por um sistema de telemetria fabricado pela Mectron, empresa brasileira que atua nos mercados de defesa e aeroespacial, que participou do projeto. O investimento da Marinha no programa foi de US$ 75 milhões.

Com o desenvolvimento do motor, a Avibras e a Mectron também poderão disputar um mercado internacional avaliado em meio bilhão de dólares, representado pela demanda de revitalização do míssil Exocet MM40. A MBDA, fabricante original, estima em cerca de 900 o número de mísseis desse tipo vendidos para 15 países, 13 dos quais já revelaram a intenção de prolongar a vida operacional do equipamento em estoque.

Em entrevista na quinta-feira (3), Ronaldo Fiúza de Castro ressaltou que um dos êxitos do programa foi conseguir acordo entre as empresas envolvidas para a transferência de tecnologia em uma área complexa como é a de fabricação de armamentos de guerra. Para o desenvolvimento do motor, a Marinha fez um investimento de R$ 75 milhões.

Com informações do Jornal Hora do Povo

 
Últimas Notícias
 
06/10/2017   -- PPL-RS: NÃO à adesão do RS ao plano do governo federal de arrocho dos estados
06/10/2017   -- RS: Sartori anuncia venda de 49% do estatal Banrisul
06/10/2017   -- Presidente ladrão diz que imoral é o procurador que o pegou pelo pé
03/07/2017   -- Trabalhistas históricos fortalecem o PPL
29/06/2017   -- João Vicente Goulart se filiará ao PPL
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
03.07.2017
 Trabalhistas históricos fortalecem o PPL.
29.06.2017
 João Vicente Goulart se filiará ao PPL.
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
14.06.2017
 TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina.
14.06.2017
 A luta pelo Brasil em um novo partido.
22.05.2017
 Resolução Diretório Estadual Partido Pátria Livre RS.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br