Você está em: Home >> Notícias >> Programa Gaúcho de Microcrédito já concedeu R$ 20 milhões em operações com inadimplência zero
 
- Procurar Notícias  
 
 
 
Créditos:Rodrigo Amorin
15/05/2012 | Programa Gaúcho de Microcrédito já concedeu R$ 20 milhões em operações com inadimplência zero

O Programa Gaúcho de Microcrédito, coordenado pela Secretaria de Economia Solidária e Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sesampe) e pelo Banrisul, já concedeu R$ 20 milhões em créditos a empreendedores formais ou informais, totalizando cerca de 2,5 mil operações. O relatório parcial dos dez meses do  programa, que funciona através de convênios firmados com 44 instituições de crédito e 115 prefeituras municipais, abrangendo as 24 regiões do Estado, mostra também que o indicador de inadimplência é zero.

Para o secretário de Economia Solidária e Apoio à Micro e Pequena Empresa, Maurício Dziedricki, a política estabelecida pelo governador Tarso Genro por meio das ações de sua pasta eleva a participação das micro e pequenas empresas como vetor de crescimento da economia do Rio Grande do Sul.

“Também abre espaço para que os microempreendedores populares, a economia popular solidária, a agricultura familiar e a microempresa possam ter uma política permanente na área do microcrédito, com recursos financeiros capitaneados pelo Banrisul e administrados pelo presidente do banco, Túlio Zamin”, ressalta Dziedricki.

Conforme Zamin, os números são motivo de comemoração, pois demonstram o acerto da política de crédito. "O microcrédito é uma ferramenta importante para instrumentalizar o empreendedor e propiciar o desenvolvimento da economia regional. Com o Programa Gaúcho de Microcrédito, estamos criando condições distintas, a juros baixos, que vão servir de parâmetro para incentivar empreendimentos que são a base da economia do Estado", destaca o presidente do Banrisul.

Primeiro tomador do Microcrédito

O fotógrafo Lázaro de Souza e Silva foi um dos primeiros clientes beneficiados. Estabelecido em Santa Maria com um estúdio fotográfico, ele ainda recorda quando, no ano passado, no dia 18 de agosto, em solenidade conduzida pelo governador Tarso Genro, no Palácio Piratini, se tornou o tomador número um do programa, com o financiamento de R$ 1,5 mil, dinheiro que usou para complementar o valor necessário para a compra de uma máquina fotográfica 5D.

Pagou as parcelas em dia e expandiu os negócios.  para trás a atividade de edição de vídeo que realizava . Há dez meses, deixou de trabalhar em sua residência e alugou uma sala no centro da cidade, onde instalou um estúdio e oferece os serviços de edição de vídeo e de fotos. Determinado a crescer cada vez mais, dois meses atrás, solicitou um novo empréstimo, desta vez de R$ 10 mil, para aquisição de um computador e lentes para máquina fotográfica.

Bazar recebe novo impulso

Juros subsidiados, em valores inferiores aos de mercado, financiamentos sem burocracia, de forma simples e rápida, foram os atrativos que motivaram a micro empresária Dilce Maria de Oliveira a se tornar uma das primeiras tomadoras do Microcrédito. O bazar que administra, no bairro Boa Saúde, em Novo Hamburgo, recebeu novo impulso com o empréstimo de R$ 1,5 mil que usou para aumentar a variedade de mercadorias.

Sobre a orientação do Agente de Oportunidades, ela declara como de extrema importância para a prosperidade do seu negócio. “Iniciei e encerrei atividades algumas vezes”, confessou, "mas com a consultoria oferecidapelo programa, adquiri mais confiança para investir". Antecipou a quitação do primeiro empréstimo e solicitou um novo crédito de R$ 6 mil para ampliação do espaço físico da loja.

A empreendedora construiu um banheiro e ainda sobrou dinheiro para redecorar o espaço da loja com móveis, prateleiras e estantes. Como ela, outros micro e pequenos empreendedores gaúchos acreditaram na oportunidade de crescimento que o programa poderia proporcionar e tomaram financiamento tão logo o Microcrédito foi lançado.

Cantina escolar eleva o faturamento

Marlene da Silva Borges recebeu um financiamento inicial de R$ 1,5 mil para comprar matéria-prima e incrementar o mix de mercadorias, elevando o faturamento da cantina que dirige na Escola Haydee Mello Rostirolla, em São Leopoldo. “Quitei esse empréstimo e fiz outro de R$ 5 mil. Assim que quitar, quero fazer um terceiro financiamento. Vou adquirir uma máquina refresqueira para suco e um balcão refrigerado”, revelou. Marlene, 53 anos, atua há seis como cantineira, mas conta com uma experiência de mais de 20 anos como empreendedora informal, vendendo pães e cucas, de porta em porta.

Como é o acesso ao Microcrédito Gaúcho

• Valor mínimo: R$ 100,00

• Valor máximo: R$ 15.000,00

• Taxa de juros: 0,64% ao mês, ou 8% ao ano

• Forma de pagamento:  em até 24 vezes mensais

• Prazo para liberação do dinheiro: em média, três dias após a formalização da proposta

Documentos necessários e demais pré-requisitos:

• Pessoa Física: Identidade, CPF e endereço

• Pessoa Jurídica: CNPJ, endereço e faturamento

• Informações pelo site www.microcreditors.com.br, telefone: 51 3288.5555 e e-mail faleconosco@microcreditors.com.br

Com informações da Secom

 

 
Últimas Notícias
 
14/06/2017   -- A luta pelo Brasil em um novo partido
14/06/2017   -- TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina
14/06/2017   -- Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB
14/06/2017   -- Fux: os fatos são gravíssimos
14/06/2017   -- Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
19.05.2017
 JBS: Mantega recebia a propina e distribuía.
19.05.2017
 Agendas e foto desmentem Lula.
19.05.2017
 Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro.
19.05.2017
  Paim: ‘Quem votar pela PEC da Previdência não volta em 2018’ .
19.05.2017
 Aécio pediu R$ 2 milhões e pegou. Dinheiro foi rastreado até parar em Perrella, o do helicóptero de cocaína.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.com.br