Você está em: Home >> Notícias >> Quadrilha armou minha saída, diz ex-ministro do Transporte
 
- Procurar Notícias  
 
 
17/05/2012 | Quadrilha armou minha saída, diz ex-ministro do Transporte

O ex-ministro dos Transportes, senador Alfredo Nascimento, afirmou, em entrevista ao programa Nosso Encontro, da TV A Crítica, no último fim de semana, que sua saída do governo foi consequência da atuação da quadrilha de Carlos Cachoeira junto com a revista Veja. Nascimento saiu do cargo após denúncia plantada por Cachoeira e Policarpo Jr. na revista que acusava sua administração de irregularidades. A Operação Monte Carlo da Polícia Federal flagrou telefonemas de Cachoeira com a revista comprovando a ação orquestrada da quadrilha para derrubá-lo e à sua equipe.

“No Ministério dos Transportes eu tomei algumas atitudes, não conhecia Cachoeira, nunca tinha ouvido falar nele, nem sabia da existência desse grande esquema. Eu tomei algumas atitudes que feriram de morte esse grupo, essa quadrilha”, afirmou Nascimento. Ele conta que, na época, “a presidenta Dilma perguntou se eu tinha lido o que tinha saído na Veja”. Eu disse que não, mas depois eu li, e vi que faziam a acusações. Falava-se de fontes. “A ‘fonte’ era o Cachoeira”. “Quem montou tudo foi o Cachoeira, através da revista Veja. Tem mais de 200 ligações de Cachoeira com a Veja, montando pautas da revista. Discutindo capas. Cachoeira interferia indiretamente na revista Veja”, acrescentou.

Nascimento explicou que pediu à presidenta para sair porque as acusações plantadas por Cachoeira tiveram repercussão. “A Rede Globo ficou 26 dias me chamando de ladrão e eu não podia me defender”, afirmou o ex-ministro. “Se eu continuasse no cargo eu ia ficar sangrando sem direito de defesa. Pedi para sair”, acrescentou. “Quando eu saí, fui até o Ministério Público e abri meu sigilo fiscal, bancário e telefônico e pedi para ser investigado. Fui à Polícia Federal e também pedi para ser investigado”, disse Alfredo Nascimento.

 

 
Últimas Notícias
 
03/07/2017   -- Trabalhistas históricos fortalecem o PPL
29/06/2017   -- João Vicente Goulart se filiará ao PPL
14/06/2017   -- A luta pelo Brasil em um novo partido
14/06/2017   -- TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina
14/06/2017   -- Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
29.06.2017
 João Vicente Goulart se filiará ao PPL.
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
14.06.2017
 TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
19.05.2017
 JBS: Mantega recebia a propina e distribuía.
19.05.2017
 Agendas e foto desmentem Lula.
19.05.2017
 Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br