Você está em: Home >> Notícias >> Governo lança Cartão Emergência Rural que permitirá a liberação de R$ 45 milhões
 
- Procurar Notícias  
 
 
 
Créditos:Caco Argemi/Palácio Piratini
28/05/2012 | Governo lança Cartão Emergência Rural que permitirá a liberação de R$ 45 milhões

Em solenidade realizada nesta segunda-feira (28) no Palácio Piratini e com a presença de trabalhadores do campo e da cidade, além de secretários de Estado e parlamentares estaduais e federais, o governador Tarso Genro sancionou o Projeto de Lei que altera a Lei do Fundo Rotativo de Emergência da Agricultura Familiar e do Fundo Estadual de Apoio aos Pequenos Estabelecimentos Rurais e cria o Cartão Emergência Rural ou Cartão Estiagem. Para tanto, serão liberados R$ 45 milhões do Orçamento do Estado.

Serão beneficiadas 100 mil famílias de agricultores com renda de até R$ 18 mil, oito mil famílias de Assentados da Reforma Agrária e 1,2 mil famílias quilombolas, todos de municípios com Decreto de Emergência. Estará disponível R$ 400,00 para famílias de agricultores familiares e R$ 500,00 para famílias assentadas e quilombolas.

A finalidade dos recursos é para a aquisição de insumos e alimentação humana e animal. As inscrições devem ser feitas junto às entidades representativas, com a homologação sendo feita pelos Conselhos Municipais de Agricultura ou equivalente. Com relação aos quilombolas, o contato deve ser feito diretamente na Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), dentro do Programa RS Mais Igual. A viabilização do cartão será via Banrisul.

Em sua manifestação, o governador destacou que os recursos estão saindo do Orçamento do Estado e "podem ser quantitativamente pequenos, mas para quem recebe é muito e vai amenizar sua situação", disse. Tarso Genro pediu para que as entidades que representam os trabalhadores do campo e da cidade fizessem uma grande reflexão e pressionassem os deputados gaúchos para que votem favoravelmente aos projetos que tramitam na Assembleia Legislativa, principalmente os que propõem aumento nas taxas do Detran e na alíquota de desconto da Previdência Social. "Se aprovados, teríamos mais R$ 300 milhões a R$ 400 milhões, por ano, que poderiam ser utilizados para projetos de infraestrutura e sociais", enfatizou o chefe do Executivo gaúcho.

Recursos Orçamentários

Para o secretário de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR), Ivar Pavan, sancionar a Lei significa permitir que o Fundo de Emergência possa receber recursos orçamentários. "A medida visa motivar o agricultor para que esteja bem preparado para a futura safra", lembrou.

As entidades elogiaram as medidas e pedem para que o Governo do Estado siga avançando com novos projetos que atendam os produtores rurais. A coordenadora da Fetraf-Sul no Rio Grande do Sul, Cleonice Back, saudou as medidas e explicou que a situação é grave e este auxílio chega em boa hora amenizando o quadro. Contudo, ela pede que o governador se una aos agricultores na busca por recursos federais. "Queremos que o governador Tarso (Genro) se una aos governadores de Santa Catarina e Paraná e, junto com as bancadas federais dos três Estados, se reúnam com a presidente Dilma (Rousseff) para sensibilizá-la e fazer com que ela repasse recursos para o campo, que está amargando consideradas perdas com a estiagem", salientou.

Fornecimento de sementes

Além do Cartão Estiagem, o Governo do Estado anistiou R$ 6,7 milhões de dívidas de agricultores com o Banrisul. São 2.348 operações, que podem atingir entre seis mil e sete mil agricultores (tomadores e avalistas), do Programa Mais Alimento, instituído no Governo Olívio Dutra. Outra medida anunciada pelo governador foi o fornecimento de sementes, mudas, insumos, ferramentas e pequenos equipamentos às aldeias indígenas e comunidades quilombolas, avaliada em R$ 1 milhão.


Somados aos R$ 45 milhões do Cartão Estiagem, são R$ 52,7 milhões utilizados no auxílio aos agricultores familiares. De acordo com o titular da SDR, nos primeiros 15 meses de governo já foram destinados R$ 153 milhões de recursos extras para os agricultores gaúchos.

Publicado no Portal do Estado do Rio Grande do Sul

 
Últimas Notícias
 
18/03/2017   -- Atos dizem NÃO a Temer & súcia em defesa da Previdência e CLT
18/03/2017   -- Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato
16/03/2017   -- Não tem déficit na Previdência, o que tem é muito roubo
18/01/2017   -- Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”
18/01/2017   -- Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
18.03.2017
 Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato.
18.01.2017
 Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral.
18.01.2017
 Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”.
13.12.2016
 Wagner e assessor especial de Dilma receberam suborno.
13.12.2016
 Geddel se sentia passado para trás.
13.12.2016
 Renan recebia pixuleco através de Jucá.
13.12.2016
 Padilha e Moreira Franco eram os prepostos de Temer que abasteciam PMDB da Câmara.
13.12.2016
 “PEC 55 só favorece especulador”, afirma o economista Nilson Araújo.
13.12.2016
 PEC do roubo à Previdência barra aposentadoria plena antes dos 70 .
13.12.2016
 Juros altos e sem investimentos, PIB recua 0,8% no 3º trimestre.
13.12.2016
 Governo, Congresso e STF estão podres. Eleições Gerais Já!.
23.11.2016
 Governo apresenta novo pacote de arrocho contra servidores gaúchos.
23.11.2016
 Contra a PEC 241/55 e o Pacote do Sartori.
21.10.2016
 Ipea diz que PEC 241 vai tirar 868 bilhões da assistência Social.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.com.br