Você está em: Home >> Notícias >> Em gravação da PF, Demóstenes e Cachoeira comemoram decisão de Gilmar sobre a Celg
 
- Procurar Notícias  
 
 
06/06/2012 | Em gravação da PF, Demóstenes e Cachoeira comemoram decisão de Gilmar sobre a Celg

Uma das gravações feitas pela Polícia Federal, durante a Operação Monte Carlo, mostra um telefonema entre o senador Demóstenes Torres (ex-DEM/GO) e o bicheiro Carlinhos Cachoeira, no qual o parlamentar comemora o fato do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, ter puxado para o STF uma ação bilionária envolvendo a Companhia Energética de Goiás(Celg).

A Celg estava imersa em dívidas que somavam cerca de R$ 6 bilhões. Demóstenes contou a Cachoeira que Gilmar Mendes conseguiria abater cerca de metade do valor com uma decisão judicial. No caso, “puxar para o Supremo” se refere a um instrumento processual que permite aos ministros escolherem os recursos que vão julgar.

A transcrição do diálogo que ocorreu no dia 16 de agosto de 2011 revela, inclusive, que Demóstenes se refere ao ministro do STF com bastante intimidade, tratando-o apenas como “Gilmar”.

Demóstenes: “Conseguimos puxar para o Supremo uma ação da Celg aí, viu? O Gilmar mandou buscar. Deu repercussão geral pro trem aí.”

Demóstenes: “Dependendo da decisão dele, pode ser que essa Celg… essa Celg se salva (sic), viu?... Eu acho que esse trem pode dar certo, viu? Ele que consegue tirar uns dois… três bilhões das costas da Celg. Aí dá uma levantada, viu?”

Cachoeira: “Nossa senhora! Bom pra caceta, hein?”


A Celg foi motivo de embate entre o Estado de Goiás e a União, quando, no fim de 2010, o então governador eleito Marconi Perillo (PSDB) anunciou que não cumpriria um acordo negociado entre a gestão Alcides Rodrigues (PP) e o governo federal, que previa empréstimos da Caixa Econômica Federal (CEF) ao Estado de Goiás para tirar a companhia energética do atoleiro.

Publicado no Jornal Hora do Povo, edição 3.062

 
Últimas Notícias
 
14/06/2017   -- A luta pelo Brasil em um novo partido
14/06/2017   -- TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina
14/06/2017   -- Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB
14/06/2017   -- Fux: os fatos são gravíssimos
14/06/2017   -- Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
19.05.2017
 JBS: Mantega recebia a propina e distribuía.
19.05.2017
 Agendas e foto desmentem Lula.
19.05.2017
 Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro.
19.05.2017
  Paim: ‘Quem votar pela PEC da Previdência não volta em 2018’ .
19.05.2017
 Aécio pediu R$ 2 milhões e pegou. Dinheiro foi rastreado até parar em Perrella, o do helicóptero de cocaína.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br