Você está em: Home >> Notícias >> Empresa do esquema Cachoeira pagou conta de campanha de Perillo, revela ex-assessor
 
- Procurar Notícias  
 
 
06/06/2012 | Empresa do esquema Cachoeira pagou conta de campanha de Perillo, revela ex-assessor

O jornalista Luiz Carlos Bordoni, responsável pela campanha do atual governador Marconi Perillo (PSDB) no rádio, em 2010, declarou à imprensa de Goiás que parte do seu pagamento foi feito por meio de uma empresa fantasma ligada à quadrilha de Carlinhos Cachoeira.

Segundo o jornalista, esse pagamento – no valor de R$ 45 mil – ocorreu dia 14 de abril de 2011, via transferência bancária da empresa Alberto & Pantoja Construções para a conta de sua filha, Bruna Bordoni, que chegou a ser nomeada para trabalhar no gabinete do senador Demóstenes Torres (ex-DEM/GO). As investigações da Polícia Federal apontam que a empresa era controlada por laranjas da quadrilha.

Bordoni contou que o pagamento foi negociado com Lúcio Gouthier, assessor de Perillo no governo de Goiás. “O sr. Lúcio Gouthier me ligou perguntando o número da minha conta pra depositar esse dinheiro. Eu disse a ele que estava viajando, e que minha filha, que paga minhas contas e administra as minhas coisas, iria receber. Dei o número da conta dela para ele. De repente, essa conta foi repassada para a Pantoja”, relatou.

“O Lúcio Gouthier é o homem que resolve todas as questões pendentes das campanhas eleitorais. Ele se responsabilizou por isso, ele resolveu e ele pagou. Pediu o número da conta pra depositar e depositou”, disse.

Ele ressaltou que decidiu revelar o fato depois que o nome da filha foi citado na sessão em que o senador Demóstenes Torres foi ouvido no Conselho de Ética do Senado. No Conselho, Demóstenes confirmou que Bruna Bordoni fora nomeada para seu gabinete.

A assessoria de Marconi Perillo negou que o governador tenha usado uma empresa de Cachoeira para pagar contas de sua campanha. Mas, na segunda-feira (40), Bordoni voltou a fazer novas revelações. Ele disse em entrevista ao SBT que recebeu R$ 40 mil, em dinheiro, adiantado das mãos de Perillo. O valor não consta nas prestações de conta de Perillo da época.

Gouthier é a mesma pessoa que, segundo o tucano, tratou da venda de sua casa em um condomínio de luxo, que teria sido comprada por um empresário, Walter Paulo Santiago, ao preço de R$ 1,4 milhão. A Polícia Federal suspeita que o verdadeiro comprador seja Cachoeira. Na declaração de bens de Perillo, consta que a casa foi vendida por R$ 417 mil.

A primeira-dama Valéria Jayme Peixoto Perillo também foi flagrada, fazendo parte de uma sociedade em imóvel junto com um empresário ligado a Cachoeira. Ela adquiriu um terreno denominado Chácara José Leite, em Pirenópolis, com um grupo de 12 pessoas e duas construtoras. O negócio foi realizado em 2008, pelo valor de R$ 800 mil. Valéria e o marido detêm 22%. Entre os sócios está o empresário Marcelo Henrique Limiro Gonçalves, que é ligado ao bicheiro e sócio de Demóstenes.

Publicado no Jornal Hora do Povo, edição 3.062

 
Últimas Notícias
 
14/06/2017   -- A luta pelo Brasil em um novo partido
14/06/2017   -- TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina
14/06/2017   -- Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB
14/06/2017   -- Fux: os fatos são gravíssimos
14/06/2017   -- Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
19.05.2017
 JBS: Mantega recebia a propina e distribuía.
19.05.2017
 Agendas e foto desmentem Lula.
19.05.2017
 Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro.
19.05.2017
  Paim: ‘Quem votar pela PEC da Previdência não volta em 2018’ .
19.05.2017
 Aécio pediu R$ 2 milhões e pegou. Dinheiro foi rastreado até parar em Perrella, o do helicóptero de cocaína.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.com.br