Você está em: Home >> Notícias >> Veja arma fraude para acusar PT de instrumentalizar CPMI
 
- Procurar Notícias  
 
 
06/06/2012 | Veja arma fraude para acusar PT de instrumentalizar CPMI

A revista Veja tentou armar mais uma das suas, mas o resultado foi desastroso. A publicação ficou exposta ao ridículo depois de alardear em matéria de capa ter obtido um “documento” que teria sido produzido pelo PT como estratégia para a CPI do Cachoeira e foi desmascarada em uma falsificação grosseira.

O suposto “documento”, que a revista apresentou com pompa de “exclusividade”, não passa de um amontoado de recortes e reportagens de outras publicações impressas e blogs, como revelou a revista CartaCapital, comparando os fac-símiles mostrados por “Veja” com os textos originais – em matéria com o sugestivo título “Control C + Control Veja”, assinada por Cynara Menezes.

CartaCapital revelou, por exemplo, que o trecho “Uma ala poderosa da Polícia Federal, com diversos simpatizantes nos meios de comunicação, não engole há muito tempo o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal” saiu de uma reportagem de 6 de abril do site Brasil 247, reproduzido como está no original.

Cynara Menezes mostra que outro trecho do “documento” de “Veja” é reprodução do painel da “Folha de S. Paulo” de 14 de abril: “Gurgel optou por engavetar temporariamente o caso. Membros do próprio Ministério Público contestam essa decisão em privado. Acham que, com as informações em mãos, o procurador-geral tinha de arquivar, denunciar citados sem foro privilegiado ou pedir abertura de inquérito no STF”.

O “copiar colar” que a revista apresentou como “manual do PT para instrumentalizar a CPI” reproduz adiante o lead (abertura do texto com o fato essencial da matéria) de uma reportagem do jornal “O Estado de S. Paulo” de 28 de abril: “Em uma conversa entre o senador Demóstenes Torres e o contraventor Carlinhos Cachoeira, gravada pela Polícia Federal (…)”.

O líder do PT na Câmara dos Deputados, Jilmar Tatto (SP), negou a existência de um documento de orientação dos parlamentares do partido na CPI, assinalando que os documentos da liderança petista são assinados por ele. “A ‘Veja’ fala de um documento do PT, mas não tá assinado, é apócrifo”, disse. “Não existe. Ao contrário, a orientação dos deputados é apurar o crime organizado do Carlinhos Cachoeira”, reiterou.

Publicado no Jornal Hora do Povo, edição 3.062

 
Últimas Notícias
 
18/03/2017   -- Atos dizem NÃO a Temer & súcia em defesa da Previdência e CLT
18/03/2017   -- Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato
16/03/2017   -- Não tem déficit na Previdência, o que tem é muito roubo
18/01/2017   -- Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”
18/01/2017   -- Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
18.03.2017
 Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato.
18.01.2017
 Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral.
18.01.2017
 Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”.
13.12.2016
 Wagner e assessor especial de Dilma receberam suborno.
13.12.2016
 Geddel se sentia passado para trás.
13.12.2016
 Renan recebia pixuleco através de Jucá.
13.12.2016
 Padilha e Moreira Franco eram os prepostos de Temer que abasteciam PMDB da Câmara.
13.12.2016
 “PEC 55 só favorece especulador”, afirma o economista Nilson Araújo.
13.12.2016
 PEC do roubo à Previdência barra aposentadoria plena antes dos 70 .
13.12.2016
 Juros altos e sem investimentos, PIB recua 0,8% no 3º trimestre.
13.12.2016
 Governo, Congresso e STF estão podres. Eleições Gerais Já!.
23.11.2016
 Governo apresenta novo pacote de arrocho contra servidores gaúchos.
23.11.2016
 Contra a PEC 241/55 e o Pacote do Sartori.
21.10.2016
 Ipea diz que PEC 241 vai tirar 868 bilhões da assistência Social.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.com.br