Você está em: Home >> Notícias >> Para Lula, nem pensar a volta de um tucano à Presidência
 
- Procurar Notícias  
 
 
 
Créditos:Heinrich Aikawa/Instituto Lula
06/06/2012 | Para Lula, nem pensar a volta de um tucano à Presidência

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva rechaçou a ideia de concorrer nas próximas eleições federais, afirmando que a presidenta Dilma Rousseff vai estar “muito forte” no final de seu mandato e ficará mais quatro anos no poder. A declaração de Lula ocorreu no “Programa do Ratinho”, no SBT, onde foi entrevistado por 44 minutos, na última quinta-feira (31).

“Ela não apenas vai querer, mas vai buscar a reeleição. Vou ser o cabo eleitoral dela”, afirmou Lula. Ratinho questionou Lula se ele voltaria a disputar uma eleição presidencial, caso a presidenta desistisse de tentar a reeleição. “A única hipótese de eu ser candidato é se a presidenta Dilma não quiser. Não vou permitir que um tucano volte a ser presidente do Brasil”, disse.

Na entrevista, o ex-presidente falou longamente sobre seu tratamento contra o câncer de laringe e chegou a se emocionar ao relatar os efeitos das sessões de quimioterapia e radioterapia. “Hoje estou com minha garganta estourada”, relatou.

Ele também mencionou, rapidamente, a polêmica em que foi envolvido após declaração do ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, que afirmou a uma revista que Lula teria feito pressão para um julgamento parcial do processo do suposto mensalão. “Quem inventou esta história vai ter que acreditar nela. O tempo se encarrega de acomodar as coisas”, disse.

Ratinho indagou Lula sobre como melhorar a saúde no país. Ele lembrou que a oposição ao seu governo no Congresso Nacional acabou com o imposto sobre operações financeiras, conhecido como “imposto do cheque”, que servia para financiar a Saúde. “Me tiraram a CPMF, que é um imposto de rico, por vingança. Achavam que estavam me atacando, mas estavam atacando o povo brasileiro”, ressaltou.

O ex-presidente compareceu ao programa acompanhado por aliados como o prefeito de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho (PT), e pelo ex-ministro da Educação e pré-candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad.

No fim de semana, no sábado (2), o ex-presidente participou do 18º Encontro Municipal do PT, realizado no Expo Center Norte, em que o partido apresentou a pré-candidatura de Fernando Haddad à prefeitura de São Paulo.

Lula disse em seu discurso que Serra, pré-candidato tucano, está “tão desgastado que nem sei por que ele quer ser candidato a prefeito”. “Ele utilizou a cidade como um trampolim”, afirmou, referindo-se ao fato do tucano ter sido eleito prefeito em 2004, e abandonado a prefeitura para se candidatar a governador de São Paulo dois anos depois.

Publicado no Jornal Hora do Povo, edição 3.062

 
Últimas Notícias
 
06/10/2017   -- PPL-RS: NÃO à adesão do RS ao plano do governo federal de arrocho dos estados
06/10/2017   -- RS: Sartori anuncia venda de 49% do estatal Banrisul
06/10/2017   -- Presidente ladrão diz que imoral é o procurador que o pegou pelo pé
03/07/2017   -- Trabalhistas históricos fortalecem o PPL
29/06/2017   -- João Vicente Goulart se filiará ao PPL
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
03.07.2017
 Trabalhistas históricos fortalecem o PPL.
29.06.2017
 João Vicente Goulart se filiará ao PPL.
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
14.06.2017
 TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina.
14.06.2017
 A luta pelo Brasil em um novo partido.
22.05.2017
 Resolução Diretório Estadual Partido Pátria Livre RS.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br