Você está em: Home >> Notícias >> Globo abandona a canoa de Perillo e pede a sua cabeça
 
- Procurar Notícias  
 
 
 
14/06/2012 | Globo abandona a canoa de Perillo e pede a sua cabeça

Mídia golpista cede mais um anel

Globo larga a mão de Perillo e o tucano se complica mais

“Fala: é pro governador. Vamos lá pagar ele logo no Palácio”, diz bicheiro para comparsa 

   

   Percebendo que, mais cedo ou mais tarde, seria inevitável o surgimento de novas denúncias envolvendo o seu tradicional aliado, Marconi Perillo, as Organizações Globo resolveram jogá-lo ao mar. Correram para publicar tanto em seu jornal como na TV a gravação, feita pela Polícia Federal, mostrando o contraventor Carlinhos Cachoeira mandando seu comparsa, o ex-vereador do PSDB, Wladmir Garcez, “entregar o dinheiro para o governador, no Palácio”. O dinheiro era para pagar a casa vendida por Perillo.

O diálogo não deixa dúvidas de que foi Cachoeira que negociou e comprou a casa de Marconi Perillo. E foi nesta residência do governador que o criminoso foi preso durante a operação Monte Carlo, da PF. Até agora, Perillo repetia a tática de Demóstenes e negava tudo. Dizia que não recebeu em dinheiro pela transação. Inventou uma versão de que teria recebido través de três cheques. Foi desmentido de cara por Walter Paulo Santiago, representante da empresa Mestra, que depôs na CPI e disse que pagou em dinheiro vivo. Em “pacotinhos” de notas de cem e cinqüenta reais, explicou. Com tudo isso, a Globo teve que desistir de ficar criando pseudo-crises contra Agnelo Queiroz para tentar tirar o foco dos crimes de Perillo. 

Na ligação feitas através de seu aparelho Nextel, que reproduzimos abaixo, Garcez dá a entender que está esperando um emissário. Parece se tratar de Lúcio Fiúza, assessor especial de Perillo que pediu exoneração na semana passada, ou do professor Walter Paulo. O ex-vereador diz a Cachoeira que irá se encontrar com Jayme Rincón em um shopping. Antes, o contraventor questiona se seria bom ele estar presente, mas Garcez o desestimula, porque não vê uma boa explicação para justificar a presença do chefe.

Cachoeira:  “Tá aí?”

Garcez: “Não. Ele ligou agora disse que tá chegando. Atrasou um pouquinho”.

Cachoeira: “Quer que eu vá ai?”.

Garcez: “Precisa não, você que sabe. O que você estaria fazendo aqui?”

Cachoeira: “É verdade, então não vou aí, não”.

Garcez: “O Jayme já está indo lá no Alpha Mall, marcou comigo, qualquer coisa vou encontrar com ele na Agetop”.

Cachoeira fala para o auxiliar ligar para Jayme Rincón e dizer que atrasou, mas que é para ele aguardar Garcez na própria Agetop. E demonstra pressa na conclusão da transação. Na ligação, Cachoeira manda Garcez fechar o negócio no mesmo dia.

Cachoeira: “Você liga para o Jayme, fala para ele te esperar na Agetop, que atrasou. Tô indo lá, encontrar com o menino. Vende este trem hoje, hein. Pega o dinheiro logo, urgente”.

Garcez: “Aquilo que nós combinamos. Não vou perder. Dois milhões a gente já fechou. Se ele não fizer mais nada que dois, mete bronca. Mas vou tentar os R$ 2.250. Se não der... aí eu te dou uma ligada disfarçada, daquele jeito, viu”.

Cachoeira pede para Garcez dizer que é para entregar o dinheiro para o governador, no Palácio.

Cachoeira: “Fala: é pro governador. Vamos lá pagar ele logo no Palácio, chega lá pro Jayme. Já manda ele levar o dinheiro. Já entrega a chave pra ele, entendeu. Depois tira os trens que tem que tirar aqui”.

Cachoeira: “cê vai lá, chama o Lúcio. O Lúcio, você conversa com ele. “Ô, Lúcio, é que eu vendi lá, então tô vendendo mobiliada já, por dois e tanto”.

Cachoeira: Quanto?

Garcez: Uai, Carlinhos, ele mandou, deixa eu ver aqui... Foi um e quinhentos em dinheiro e quinhentos mil em gado, sabe? Mas aí eu vou conversar pessoalmente com o doutor Lúcio, que esse trem por telefone é ruim demais.

Perillo disse que havia vendido a casa por R$ 1,4 milhão. As gravações mostram que as conversas foram feitas em julho ou seja, depois que o governador já tinha recebido pela venda da casa. Marconi Perillo declarou que recebeu o pagamento em três cheques, em março, abril e maio.

Com o cavalo de pau dado pelas Organizações Globo, abandonando um velho aliado, Perillo terá muito o que se explicar ao país e aos parlamentares. Em 2005, a Globo tinha dado ampla repercussão ao então governador de Goiás, quando ele inventou ter alertado o presidente Lula sobre uma suposta compra de parlamentares em seu governo. Perillo e Globo queriam com isso dar sustentação à armação golpista contra o então presidente Lula.

Agora, abandonado à própria sorte, Perillo terá muito trabalho, além da entrega do dinheiro de Cachoeira no Palácio, terá que explicar também o pagamento de seu ex-assessor de imprensa feito com dinheiro de uma empresa de Cachoeira. Luiz Carlos Bordoni, ex-assessor de imprensa de Perillo, revelou recentemente que o governador pagou por seus serviços com dinheiro de uma empresa de propriedade de Cachoeira, a “Alberto e Pantoja”. Segundo Bordoni, ele recebeu metade em dinheiro do próprio governador e a outra metade, R$ 45 mil, da empresa do contraventor.

SÉRGIO CRUZ

 

 
Últimas Notícias
 
03/07/2017   -- Trabalhistas históricos fortalecem o PPL
29/06/2017   -- João Vicente Goulart se filiará ao PPL
14/06/2017   -- A luta pelo Brasil em um novo partido
14/06/2017   -- TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina
14/06/2017   -- Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
29.06.2017
 João Vicente Goulart se filiará ao PPL.
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
14.06.2017
 TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
19.05.2017
 JBS: Mantega recebia a propina e distribuía.
19.05.2017
 Agendas e foto desmentem Lula.
19.05.2017
 Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br