Você está em: Home >> Notícias >> Ata do Copom constata desaceleração maior e defende arrocho salarial
 
- Procurar Notícias  
 
 
14/06/2012 | Ata do Copom constata desaceleração maior e defende arrocho salarial

A ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central sinaliza mais cortes da taxa básica de juros com “parcimônia”. “Mesmo considerando que a recuperação da atividade vem ocorrendo mais lentamente do que se antecipava, o Copom entende que, dados os efeitos cumulativos e defasados das ações de política implementadas até o momento, qualquer movimento de flexibilização monetária adicional deve ser conduzido com parcimônia”, diz o documento.

Na reunião, a taxa Selic foi reduzida de 9,0% para 8,5% ao ano. Com isso, a taxa básica real de juros diminuiu de 3,3% para 2,8% ao ano, a terceira maior do mundo, atrás de Rússia (4,3%) e China (3,1%). A média real dos juros das 40 maiores economia no mundo continua negativa: -0,5%.

O BC reafirma a desaceleração da economia: “O Copom avalia que a desaceleração da economia brasileira no segundo semestre do ano passado foi maior do que se antecipava, e que a recuperação tem se materializado de forma bastante gradual”.

A ata registra o confisco de recursos do Orçamento para os bancos. “Em relação à política fiscal, considera-se o cumprimento da meta de superávit primário de R$ 139,8 bilhões (cerca de 3,10% do PIB)”. “Além disso, admite-se, como hipótese de trabalho, a geração de superávit primário de R$ 155,9 bilhões (cerca de 3,10% do PIB), sem ajustes, em 2013”.

E mesmo constatando a desaceleração econômica, o BC mantém sua campanha contra o aumento dos salários: “Um risco importante reside na possibilidade de concessão de aumentos de salários incompatíveis com o crescimento da produtividade e suas repercussões negativas sobre a dinâmica da inflação”.

Publicado no Jornal Hora do Povo, edição 3.064

 
Últimas Notícias
 
18/03/2017   -- Atos dizem NÃO a Temer & súcia em defesa da Previdência e CLT
18/03/2017   -- Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato
16/03/2017   -- Não tem déficit na Previdência, o que tem é muito roubo
18/01/2017   -- Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”
18/01/2017   -- Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
18.03.2017
 Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato.
18.01.2017
 Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral.
18.01.2017
 Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”.
13.12.2016
 Wagner e assessor especial de Dilma receberam suborno.
13.12.2016
 Geddel se sentia passado para trás.
13.12.2016
 Renan recebia pixuleco através de Jucá.
13.12.2016
 Padilha e Moreira Franco eram os prepostos de Temer que abasteciam PMDB da Câmara.
13.12.2016
 “PEC 55 só favorece especulador”, afirma o economista Nilson Araújo.
13.12.2016
 PEC do roubo à Previdência barra aposentadoria plena antes dos 70 .
13.12.2016
 Juros altos e sem investimentos, PIB recua 0,8% no 3º trimestre.
13.12.2016
 Governo, Congresso e STF estão podres. Eleições Gerais Já!.
23.11.2016
 Governo apresenta novo pacote de arrocho contra servidores gaúchos.
23.11.2016
 Contra a PEC 241/55 e o Pacote do Sartori.
21.10.2016
 Ipea diz que PEC 241 vai tirar 868 bilhões da assistência Social.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.com.br