Você está em: Home >> Notícias >> Eduardo de Oliveira: 86 anos de combate em defesa do Negro e do Brasil
 
- Procurar Notícias  
 
 
 
Legenda:Professor Eduardo de Oliveira
13/07/2012 | Eduardo de Oliveira: 86 anos de combate em defesa do Negro e do Brasil

 “Eu seguirei feliz, de braços dados/ com meus irmãos dos cinco continentes.../ que a todos amam, porque são amados./ E quando se ama a Humanidade inteira,/ os ideais – por mais nobres, mais ardentes -/ irmanam-se numa única bandeira”. 

Eduardo Oliveira, "Gestas Líricas da Negritude” (1967)

Faleceu nessa quinta-feira, 12 de julho, o poeta e escritor Eduardo de Oliveira, 86 anos, no Hospital dos Servidores Públicos de São Paulo, de falência de múltiplos órgãos. O professor Eduardo, como era chamado carinhosamente pelos companheiros e amigos, foi fundador e dirigente nacional do Partido Pátria Livre (PPL) e fundador e presidente do Congresso Nacional Afro-Brasileiro (CNAB). 

Paulista, nascido em 1926, o professor Eduardo de Oliveira, expressiva liderança negra do Brasil, foi o primeiro vereador negro da cidade de São Paulo, um dos primeiros militantes da causa, e tido por todos como o mais aguerrido. Autor de Ancoradouro (1960), Evangelho da Solidão (1969), Túnica de ébano (1980), A Cólera dos Generosos (1988) e da enciclopédia “Quem é Quem na Negritude Brasileira”, e do Hino à Negritude, libelo da luta pela plena libertação dos afros-descendentes.

Eduardo de Oliveira era viúvo desde 2009 e deixou seis filhos, além de netos e bisnetos. “Um eterno lutador. Essa é a imagem que fica de alguém que lutou a vida inteira para combater a discriminação racial não somente no Brasil, mas no mundo”, declarou José Francisco Ferreira de Oliveira, 54 anos, filho do professor Eduardo. Ele também lembrou da importância que seu pai teve na inserção da discussão racial dentro dos partidos políticos.

O velório ocorrerá a partir das 22h, desta quinta, no Hall do Plenário Primeiro de Maio, 1º andar, Câmara Municipal de São Paulo, Viaduto Jacareí, 100, Centro. O enterro está marcado para às 15h de sexta-feira (13), no Cemitério da Lapa, o cemitério da Goiabeira - Rua Bérgson, 347, Lapa, São Paulo, SP.

Nossa homenagem ao grande combatente:

"Todos aqueles que o conhecem admiram sua generosidade, sua luta de décadas contra o racismo e seu talento poético. Ninguém (exceto alguém que seja ninguém) pode deixar de perceber a sua grandeza. Mas, talvez, a sua simplicidade, a sua humildade de homem pobre, sensível ao sofrimento de todos os seres humanos, em suma, suas mais profundas qualidades humanas, tornem difícil a percepção de toda esta grandeza. Este não é um problema dos grandes homens, antes é daqueles que convivem com a sua grandeza. (...) Eduardo de Oliveira, ao resgatar o negro e sua ancestral herança africana, desbrava a vereda ainda mais ampla do reencontro de todos os seres humanos com suas raízes comuns. Para que o ser humano seja livre, é preciso que o negro seja resgatado da opressão, que sua história, sua arte e sua cultura sejam tiradas da invisibilidade. Porque, enquanto o homem negro não for livre, nenhum homem será livre". (Carlos Lopes, Hora do Povo/ novembro de 2009)

Ao lado de Zumbi dos Palmares, Luis Gama, descansai ídolo dos brasileiros. Seu exemplo é nossa inspiração de luta.

Viva o Professor Eduardo de Oliveira!

 
Últimas Notícias
 
14/06/2017   -- A luta pelo Brasil em um novo partido
14/06/2017   -- TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina
14/06/2017   -- Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB
14/06/2017   -- Fux: os fatos são gravíssimos
14/06/2017   -- Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
19.05.2017
 JBS: Mantega recebia a propina e distribuía.
19.05.2017
 Agendas e foto desmentem Lula.
19.05.2017
 Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro.
19.05.2017
  Paim: ‘Quem votar pela PEC da Previdência não volta em 2018’ .
19.05.2017
 Aécio pediu R$ 2 milhões e pegou. Dinheiro foi rastreado até parar em Perrella, o do helicóptero de cocaína.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.com.br