Você está em: Home >> Notícias >> Aumento do piso regional alavancou negociações salariais no Rio Grande do Sul, conclui Dieese
 
- Procurar Notícias  
 
 
 
18/07/2012 | Aumento do piso regional alavancou negociações salariais no Rio Grande do Sul, conclui Dieese

O aumento do piso regional do Rio Grande do Sul puxou as negociações salariais e obteve no ano passado reajustes iguais ou superiores à inflação para quase todas as categorias gaúchas, segundo levantamento promovido pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-RS).

Para o Dieese cada vez mais os acordos entre sindicatos de trabalhadores e o empresariado incluem cláusulas que asseguram mais de uma correção por ano, ajustando os valores ao piso gaúcho aprovado no início do ano. A faixa mais baixa do piso passou a R$ 700,00 em março.

O balanço das negociações para reajustes de 72 categorias em 2011 mostrou que nenhuma teve reposição abaixo da inflação anual, e 98,6% tiveram acordos acima do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Deste grupo, 40,3% conseguiram aumento real (acima da inflação) de mais de 4%. Em 2010, 20,9% das categorias haviam obtido ganhos acima de 4%.

A elevação do piso regional foi fator determinante para que os reajustes fossem maiores do que a média nacional. A média gaúcha ficou em 4,04% e a nacional em 3,1%.

A indústria liderou com índices mais altos, com média de 4,89%, e alcançando até 11,8%. Em segundo, está o setor rural, com média de 3,4% de correção acima da inflação. Serviços, com maior volume de vagas, e comércio tiveram médias de 3,03% e 2,56%, respectivamente. “Muitos setores devem ter ajustado os valores logo após a oficialização do novo piso no começo deste ano”, apostou Luana Betti, coordenadora do estudo pelo Dieese. “O comportamento será medido na apuração a ser divulgada em 2013. O fenômeno virou marca nas regiões que adotam o padrão regional”, afirmou Luana.

Fonte: Jornal Hora do Povo

 
Últimas Notícias
 
18/03/2017   -- Atos dizem NÃO a Temer & súcia em defesa da Previdência e CLT
18/03/2017   -- Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato
16/03/2017   -- Não tem déficit na Previdência, o que tem é muito roubo
18/01/2017   -- Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”
18/01/2017   -- Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
18.03.2017
 Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato.
18.01.2017
 Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral.
18.01.2017
 Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”.
13.12.2016
 Wagner e assessor especial de Dilma receberam suborno.
13.12.2016
 Geddel se sentia passado para trás.
13.12.2016
 Renan recebia pixuleco através de Jucá.
13.12.2016
 Padilha e Moreira Franco eram os prepostos de Temer que abasteciam PMDB da Câmara.
13.12.2016
 “PEC 55 só favorece especulador”, afirma o economista Nilson Araújo.
13.12.2016
 PEC do roubo à Previdência barra aposentadoria plena antes dos 70 .
13.12.2016
 Juros altos e sem investimentos, PIB recua 0,8% no 3º trimestre.
13.12.2016
 Governo, Congresso e STF estão podres. Eleições Gerais Já!.
23.11.2016
 Governo apresenta novo pacote de arrocho contra servidores gaúchos.
23.11.2016
 Contra a PEC 241/55 e o Pacote do Sartori.
21.10.2016
 Ipea diz que PEC 241 vai tirar 868 bilhões da assistência Social.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.com.br