Você está em: Home >> Notícias >> Aumento do piso regional alavancou negociações salariais no Rio Grande do Sul, conclui Dieese
 
- Procurar Notícias  
 
 
 
18/07/2012 | Aumento do piso regional alavancou negociações salariais no Rio Grande do Sul, conclui Dieese

O aumento do piso regional do Rio Grande do Sul puxou as negociações salariais e obteve no ano passado reajustes iguais ou superiores à inflação para quase todas as categorias gaúchas, segundo levantamento promovido pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese-RS).

Para o Dieese cada vez mais os acordos entre sindicatos de trabalhadores e o empresariado incluem cláusulas que asseguram mais de uma correção por ano, ajustando os valores ao piso gaúcho aprovado no início do ano. A faixa mais baixa do piso passou a R$ 700,00 em março.

O balanço das negociações para reajustes de 72 categorias em 2011 mostrou que nenhuma teve reposição abaixo da inflação anual, e 98,6% tiveram acordos acima do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). Deste grupo, 40,3% conseguiram aumento real (acima da inflação) de mais de 4%. Em 2010, 20,9% das categorias haviam obtido ganhos acima de 4%.

A elevação do piso regional foi fator determinante para que os reajustes fossem maiores do que a média nacional. A média gaúcha ficou em 4,04% e a nacional em 3,1%.

A indústria liderou com índices mais altos, com média de 4,89%, e alcançando até 11,8%. Em segundo, está o setor rural, com média de 3,4% de correção acima da inflação. Serviços, com maior volume de vagas, e comércio tiveram médias de 3,03% e 2,56%, respectivamente. “Muitos setores devem ter ajustado os valores logo após a oficialização do novo piso no começo deste ano”, apostou Luana Betti, coordenadora do estudo pelo Dieese. “O comportamento será medido na apuração a ser divulgada em 2013. O fenômeno virou marca nas regiões que adotam o padrão regional”, afirmou Luana.

Fonte: Jornal Hora do Povo

 
Últimas Notícias
 
22/05/2017   -- Resolução Diretório Estadual Partido Pátria Livre RS
19/05/2017   -- Chega de ladrões! Eleições gerais já!
19/05/2017   -- Aécio pediu R$ 2 milhões e pegou. Dinheiro foi rastreado até parar em Perrella, o do helicóptero de cocaína
19/05/2017   -- Paim: ‘Quem votar pela PEC da Previdência não volta em 2018’
19/05/2017   -- Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
19.05.2017
 JBS: Mantega recebia a propina e distribuía.
19.05.2017
 Agendas e foto desmentem Lula.
19.05.2017
 Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro.
19.05.2017
  Paim: ‘Quem votar pela PEC da Previdência não volta em 2018’ .
19.05.2017
 Aécio pediu R$ 2 milhões e pegou. Dinheiro foi rastreado até parar em Perrella, o do helicóptero de cocaína.
06.05.2017
 PEC dos partidos corruptos passa na CCJ da Câmara.
06.05.2017
 A privatização do Satélite da Telebrás: mais uma ameaça à nossa soberania.
06.05.2017
 Sangria com juros aumenta no primeiro trimestre: R$ 110 bilhões .
06.05.2017
 Gilmar, Lewandowski e Toffoli afrontam o país.
06.05.2017
 Centrais convocam todos a Brasília em defesa da Previdência e da CLT.
06.05.2017
 Adesão à greve geral para o país contra ataques a direitos .
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.com.br