Você está em: Home >> Notícias >> Professores federais enviam carta à Dilma reivindicando reabertura das negociações
 
- Procurar Notícias  
 
 
22/08/2012 | Professores federais enviam carta à Dilma reivindicando reabertura das negociações

A greve dos professores continua nas universidades federais. Conforme o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN), que representa a maior parte da categoria, a indicação pela manutenção da paralisação continua até que o governo apresente novas propostas para a categoria.

Na quinta-feira (16), a entidade protocolou no Palácio do Planalto uma carta dirigida à presidenta Dilma Rousseff pedindo reabertura imediata das negociações. O ANDES informa que 54 universidades ainda estão paradas no país. Na terça, 21, os servidores realizam mais um Dia Nacional de Luta em todo Brasil aprovado pelo Fórum Nacional de Entidades.

Em diversas assembleias os docentes avaliam o fim da paralisação. Na Universidade de Brasília o fim da greve também foi votado, mas sem consenso da decisão. Segundo a assessoria da Associação dos Docentes da UnB (Adunb), o fim da greve foi aprovado por 130 votos a favor e 115 contra, na sexta-feira. Porém a decisão deveria ter sido tomada apenas na assembleia marcada para a terça-feira, 21, afirma a entidade. O comando de greve alega que, como a assembleia foi adiantada sem ampla discussão, o resultado deveria ser anulado.

Dentre os docentes que resolveram voltar ao trabalho estão os da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), de São Carlos (UFSCar), do Rio Grande do Sul (UFRGS) e do Instituto Federal de Educação Profissional e Tecnológica do Paraná (IFPR).

A proposta do governo prevê reajustes que variam entre 25% e 40% para todos, dependendo dos regimes e carga horária, aplicados em três parceladas até 2015. Dentre as entidades nacionais, apenas a Federação de Sindicatos de Professores de Instituições Federais de Ensino Superior (Proifes) aceitou a proposta.

No caso dos técnicos administrativos das universidades, a proposta de reajuste de 15,8% parcelada em 3 anos, foi aceita. 

 

 
Últimas Notícias
 
03/07/2017   -- Trabalhistas históricos fortalecem o PPL
29/06/2017   -- João Vicente Goulart se filiará ao PPL
14/06/2017   -- A luta pelo Brasil em um novo partido
14/06/2017   -- TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina
14/06/2017   -- Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
29.06.2017
 João Vicente Goulart se filiará ao PPL.
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
14.06.2017
 TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
19.05.2017
 JBS: Mantega recebia a propina e distribuía.
19.05.2017
 Agendas e foto desmentem Lula.
19.05.2017
 Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br