Você está em: Home >> Notícias >> Escolas agrícolas receberão mais investimentos do Governo do Estado
 
- Procurar Notícias  
 
 
 
12/12/2012 | Escolas agrícolas receberão mais investimentos do Governo do Estado

Aquisição de 27 tratores, aumento de 200% no valor destinado à autonomia financeira, inclusão no Plano de Necessidade de Obras (PNO) e novos investimentos em formação de professores vão qualificar as escolas técnicas agrícolas da rede estadual. A garantia é do secretário da Educação, Jose Clovis de Azevedo, que falou nesta terça-feira (11) a 250 representantes de escolas agrícolas em encontro de formação pedagógica que acontece até amanhã no Colégio Estadual Protásio Alves, na Capital. "Defendemos maior autonomia das escolas e reiteramos que a Secretaria da Educação tem preocupação e cuidado especial com as escolas agrícolas", frisou Azevedo.

De acordo com o secretário, o incremento de recursos para essas instituições integra o montante a ser aplicado pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) em 161 escolas de Educação Profissional da rede estadual. Os 27 tratores serão entregues no primeiro semestre de 2013. Os projetos do PNO devem estar concluídos entre abril e maio, possibilitando licitação e início das obras no segundo semestre. Somente para a autonomia financeira, a Secretaria destinará R$ 9 milhões para as escolas técnicas, um aumento de 200%.

E, para formação continuada de professores, o Departamento Pedagógico está destinando R$ 1,2 milhão para 161 escolas com ensino médio profissional para aplicação em atividades de formação ou aquisição de material didático a partir do começo do ano letivo de 2013. Cada escola receberá R$ 6,5 mil, R$ 10 mil ou R$ 12 mil, de acordo com o tamanho da unidade escolar.

Permanência no campo

Azevedo reiterou aos professores, diretores e representantes de Coordenadorias Regionais de Educação (CREs) a determinação da Secretaria em manter os professores em constante movimento, com maior desenvolvimento da cultura de estudos nas escolas estaduais. "Nosso desafio é, nas escolas agrícolas, olhar para a agricultura familiar, responsável pela maior produção gaúcha no campo", disse.

Para o secretário, a pedagogia nas escolas do campo e agrícolas deve contribuir para a permanência e sucessão da pequena propriedade, com acesso à tecnologia, permitindo melhor qualidade para as populações rurais. "Devemos buscar a formação de jovens que produzam no Rio Grande do Sul, que assumam as propriedades familiares, com respeito à biodiversidade e criando alternativas de sobrevivência sustentável, sem romper necessariamente com o sistema, uma educação com matriz humanista, que não se subordina ao mercado, mas busca incidir sobre ele", resumiu.

Fonte: Secom/ Terezinha Mariza Vilk

 
Últimas Notícias
 
03/07/2017   -- Trabalhistas históricos fortalecem o PPL
29/06/2017   -- João Vicente Goulart se filiará ao PPL
14/06/2017   -- A luta pelo Brasil em um novo partido
14/06/2017   -- TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina
14/06/2017   -- Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
29.06.2017
 João Vicente Goulart se filiará ao PPL.
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
14.06.2017
 TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
19.05.2017
 JBS: Mantega recebia a propina e distribuía.
19.05.2017
 Agendas e foto desmentem Lula.
19.05.2017
 Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br