Você está em: Home >> Notícias >> Mari Perusso prestigia o I Congresso do CNAB/RS
 
- Procurar Notícias  
 
 
 
Legenda:Esquerda para a direita: José Reis, ALexandre Pahim, Mari Perusso, Josiane Oliveira, Januaria Gonçalves
Créditos:CNAB/RS
17/12/2012 | Mari Perusso prestigia o I Congresso do CNAB/RS

A Presidenta Estadual do PPL, Mari Perusso, esteve presente no I Congresso Estadual do CNAB/RS realizado nesse último sábado (15) em Porto Alegre: “Esse momento em que o CNAB vive no dia de hoje é muito importante. Convivi muitos anos com o Professor Eduardo até o momento de fundarmos, juntos, o PPL no Brasil. Eduardo nos deixou um legado para que possamos discutir a questão da raça, cor e gênero, a fim de provocar a emancipação dos indivíduos”, disse Mari, e reforçou: “No Rio Grande do Sul possuímos um governo democrático e aberto para o diálogo. Foi criado o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social que possui um perfil de participação da sociedade. É preciso que o CNAB promova o debate para que se busquem as políticas públicas necessárias para o povo negro”.

O CNAB/RS é uma secção do CNAB nacional, e no dia 15 realizou o seu primeiro congresso que teve o tema: “O Desenvolvimento Nacional e o Enfrentamento a Violência à Juventude”. O objetivo era otimizar um profundo debate e formar as diretrizes para enfrentar a violência que o povo negro e a juventude enfrentam devido ao racismo. A atividade aconteceu no plenário da Câmara de Vereadores de Porto Alegre e contou com mais de cem participantes de diversas cidades do Estado. Ao iniciar, os participantes puderam conferir apresentações culturais do gruo AAFROSUL.

O Congresso Nacional Afro-Brasileiro foi fundado pelo Negro Eduardo de Oliveira com o intuito de lutar e combater o racismo, e lutar por um Estado soberano com desenvolvimento, para que se consiga a emancipação do povo negro e igualdade.

Professor Eduardo de Oliveira, como era carinhosamente conhecido, foi o primeiro negro a se tornar vereador na cidade de São Paulo. Um poeta, autor de vários livros, aos 16 anos compôs o “Hino à Negritude”, hino reconhecido entre a comunidade negra. Inquietado com as injustiças do mundo, em 2009, funda, com demais companheiros, o Partido Pátria Livre. Em julho de 2012 entrou para a eternidade e deixou um legado de lutas e vitórias para o movimento negro. O Congresso do CNAB/RS foi de muitas homenagens a este grande homem: “Professor Eduardo foi um exemplo de vida que não existe igual. Sempre marcado pela sua paciência, firmeza, decisão, dignidade determinação e, acima de tudo, muito amor ao povo” dizia a homenagem dos congressistas.

Para a Presidenta eleita do CNAB/RS, Josiane Oliveira, a construção da secção da entidade vinha desde o dia 28 de junho deste ano: “Um tempo atrás estive com o Professor Eduardo e que me propôs em organizar o CNAB aqui no Estado, disse eu que não era capaz, mas o Professor deu-me o voto de confiança e colocou que todos são capazes quando se acredita em algo”, e continuou “Hoje estamos aqui realizando o primeiro Congresso, não teria conseguido se não tivesse o apoio de todos os companheiros e companheiras aqui presentes”, disse emocionada.

Josiane defendeu que ainda há muito que construir e conquistar dentro do movimento negro: “É preciso elevar a autoestima do negro para que ele não tenha vergonha de si, fazer com que ele se sinta parte da história do País, pois o negro fez, e faz, parte da história do Brasil”.

O Vice-Presidente eleito, Alexander Pahim, destacou a luta para o desenvolvimento nacional: “O negro só será livre quando tivermos um Estado livre, para que se possa dar condições iguais a todos os brasileiros, para isso, é necessário que se reduza os juros e dar prioridade do financiamento às empresas genuinamente brasileiras”.

O integrante do CDES e Secretário Geral do PT/POA, José Reis, fortaleceu a importância da unidade dos negros. Avaliando as eleições municipais observou a baixa participação dos negros como candidatos e, ao mesmo tempo, o baixo número de votos recebidos: “A maioria dos negros não votaram nos negros, é claro que só o fato de ser negro não quer dizer que devemos segui-lo, é preciso observar o projeto que ele defende, cito o exemplo do Ministro Joaquim Barbosa que tem tido uma postura no STF de lesa-pátria, atendendo os interesses do grande capital”.

O autor do Projeto de Lei do Hino à Negritude protocolado na Câmara Municipal para que se torne oficial, o vereador do PPL, Toni Proença, enalteceu o Congresso e disse: “Vivemos um momento importante e rico no Brasil, é um momento em que o País cresceu. É preciso reinventar o Brasil a partir de suas raízes culturais para dar sustentabilidade para este crescimento”.

No Congresso foram apresentados dois painéis: “Estatísticas da Violência o RS” e “Relatos de Experiências”. Em um das palestras os participantes puderam contar com a Nadia Gerhard, Policial Militar e Coordenadora Estadual Patrulha Maria da Penha, primeira dessa modalidade no País, que explanou sobre a violência contra as mulheres, em especial a mulher negra.

No final foi entoado o Hino à Negritude e eleitos, e empossados, a nova diretoria do CNAB/RS, que ficará responsável de resultar a entidade no próximo quatriênio (2012-2016).

Estiveram presentes além dos já citados: Clóvis André Silva da Silva, Coordenador-geral do Gabinete de Políticas Públicas para o Povo Negro, Marcio Cabreira, membro da Executiva Nacional do PPL, Letícia Moreira, Presidente da UMESPA, Nelson Junior, Presidente da UGES, Éder Pereira, da CGTB, Januaria Gonçalves, representante da CEAFRO Quilombo Saúde, Sandra Maciel, integrante COPIR/RS, Franquilina Cardoso, Presidente do Grupo Multiétinico de Empreendedores Sociais, Sandrali Bueno, FASE, Jeanice Ramos, Conselho de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra no RS.

 

 
Últimas Notícias
 
18/03/2017   -- Atos dizem NÃO a Temer & súcia em defesa da Previdência e CLT
18/03/2017   -- Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato
16/03/2017   -- Não tem déficit na Previdência, o que tem é muito roubo
18/01/2017   -- Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”
18/01/2017   -- Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
18.03.2017
 Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato.
18.01.2017
 Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral.
18.01.2017
 Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”.
13.12.2016
 Wagner e assessor especial de Dilma receberam suborno.
13.12.2016
 Geddel se sentia passado para trás.
13.12.2016
 Renan recebia pixuleco através de Jucá.
13.12.2016
 Padilha e Moreira Franco eram os prepostos de Temer que abasteciam PMDB da Câmara.
13.12.2016
 “PEC 55 só favorece especulador”, afirma o economista Nilson Araújo.
13.12.2016
 PEC do roubo à Previdência barra aposentadoria plena antes dos 70 .
13.12.2016
 Juros altos e sem investimentos, PIB recua 0,8% no 3º trimestre.
13.12.2016
 Governo, Congresso e STF estão podres. Eleições Gerais Já!.
23.11.2016
 Governo apresenta novo pacote de arrocho contra servidores gaúchos.
23.11.2016
 Contra a PEC 241/55 e o Pacote do Sartori.
21.10.2016
 Ipea diz que PEC 241 vai tirar 868 bilhões da assistência Social.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.com.br