Você está em: Home >> Notícias >> Governo do Estado anuncia programas para fortalecer a agricultura familiar
 
- Procurar Notícias  
 
 
30/09/2011 | Governo do Estado anuncia programas para fortalecer a agricultura familiar

* Notícia publicada originalmente no site do Governo do Estado

 

Durante o Seminário sobre Agricultura Familiar e Assentamentos em Território de Fronteira, em Candiota, nesta quinta-feira (29), a Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo anunciou uma série de medidas de incentivo para o setor. Programas para fortalecer a agricultura familiar e cursos de capacitação para produção leiteira foram apresentados durante o evento, realizado no CTG Batalha do Seival. Os deputados Dionilson Marcon e Edegar Pretto marcaram presença no seminário. 

 

O secretário-adjunto do Desenvolvimento Rural, Ronaldo Franco de Oliveira, afirmou que o Programa Irrigando a Agricultura Familiar, cujo lançamento ocorreu no seminário, beneficiará regiões mais carentes do Estado. "Vai depender dos projetos e da demanda, mas pretendemos construir açudes em convênio com prefeituras e entidades, que devem bancar 20% dos custos. O Executivo custeará o restante", alertou. Até o final do ano, serão investidos ainda R$ 7 milhões em açudes. 

 

Em parceria com a Emater, cooperativas e associações de produtores de leite, a Secretaria de Desenvolvimento Rural também promoverá cursos de capacitação para produção leiteira. "O financiamento poderá ser feito via Banrisul ou Banco do Brasil. A estimativa é de que 7 mil pessoas sejam beneficiadas com os cursos", afirma, lembrando que a pasta atenderá os agricultores familiares que não estiverem regularizados.

 
Estão previstos ainda R$ 2 milhões para estradas e água para abastecer assentamentos; construção de poços artesianos - em convênio com prefeitura, Estado e entidades; e investimentos de R$ 4 milhões, por meio do Funterra, para reforçar a infraestrutura de assentamentos e compras de terras, além da melhoria de solo. "Esta região ficou abandonado por oito anos. Estamos há oito meses buscando alternativas."
 
Ministérios apresentaram projetos
 
Representante do Ministério da Educação, Antônio Zanbon afirmou que muitos projetos apresentam problemas. Lembrou que uma reunião com movimentos sociais e o Governo do Estado, em 1º de junho, definiu a construção no RS de dez escolas no campo. Apesar de já contar com as áreas cedidas pelo Incra, apenas um projeto foi protocolado. "Temos um programa para construção de escolas no campo com duas, quatro ou seis salas. Assentamentos, povos indígenas e comunidades quilombolas são prioridades".
 
Cláudia Cybelle Freitas, do Ministério da Integração Nacional, reafirmou a disposição do Governo Federal em ampliar as políticas de desenvolvimento voltadas para a região da fronteira. Os ministérios da Pesca, da Saúde e da Agricultura apresentaram as ações promovidas pelo Governo para a agricultura familiar e os assentamentos no Estado.
 
Últimas Notícias
 
14/06/2017   -- A luta pelo Brasil em um novo partido
14/06/2017   -- TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina
14/06/2017   -- Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB
14/06/2017   -- Fux: os fatos são gravíssimos
14/06/2017   -- Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
19.05.2017
 JBS: Mantega recebia a propina e distribuía.
19.05.2017
 Agendas e foto desmentem Lula.
19.05.2017
 Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro.
19.05.2017
  Paim: ‘Quem votar pela PEC da Previdência não volta em 2018’ .
19.05.2017
 Aécio pediu R$ 2 milhões e pegou. Dinheiro foi rastreado até parar em Perrella, o do helicóptero de cocaína.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.com.br