Você está em: Home >> Notícias >> Rodrigo Viana: “Kamel, da Globo, usa a Justiça para se vingar de quem o critica”
 
- Procurar Notícias  
 
 
17/01/2013 | Rodrigo Viana: “Kamel, da Globo, usa a Justiça para se vingar de quem o critica”

O jornalista Rodrigo Vianna, do blog Escrevinhador, informou que vai recorrer da decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, que o condenou a pagar indenização no processo em que é acusado pelo diretor da Central Globo de Jornalismo, Ali Kamel, de ter insinuado que ele foi ator pornô na juventude. Depois de ser condenado na primeira instância, o blogueiro recorreu à 5ª Câmara Cível, que manteve a condenação.

Vianna atribuiu as derrotas à força da emissora na Justiça do Rio, destacando que não teve nem a chance de apresentar suas explicações. "A juíza na primeira instância não me permitiu apresentar testemunhas, laudos, coisa nenhuma. Acolheu na íntegra a argumentação do diretor da Globo – sem que eu tivesse sequer a chance de estar à frente da meritíssima para esclarecer minhas posições", denunciou.

Ele acrescentou que, no recurso ao Tribunal de Justiça, pediu que antes de discutir o mérito da ação, a Corte analisasse um "agravo retido" (espécie de recurso prévio) que obrigasse a primeira instância a ouvir as testemunhas de defesa e os especialistas de duas universidades. "O Tribunal, em decisão proferida nessa terça-feira (15/01), ignorou quase integralmente nossa argumentação", explicou.

"Está claro que Ali Kamel usa a Justiça para se vingar de todos aqueles que criticam o papel por ele exercido à frente da maior emissora de TV do país", afirmou Vianna, ressaltando que o diretor da Globo virou alvo de críticas fortes por dirigir o jornalismo de uma emissora acostumada a usar seu poder para influir em eleições.

"Tinha por Kamel respeito, até que comprovei de perto algumas atitudes estranhas (vetos a matérias), culminando com a atuação dele na cobertura do caso dos ‘aloprados’. Na época, eu trabalhava na Globo. Saí da emissora por causa disso. E passei a não mais respeitar Ali Kamel profissionalmente. O discurso que ele fazia na redação antes de 2006 (‘todos podem ser ouvidos, há espaço para crítica’) era falso", disse.

Na terça-feira, quando saiu a decisão, Vianna comentou o assunto em post no seu blog, observando que desde 2010, Kamel muniu-se de uma espécie de ‘furor processório’. "Se Kamel pensava em calar ou intimidar seus críticos, vai se dar mal. Esse processo vai ajudar a mobilizar aqueles que lutam contra os monopólios de mídia no Brasil", frisou.

Fonte: Hora do Povo

 
Últimas Notícias
 
03/07/2017   -- Trabalhistas históricos fortalecem o PPL
29/06/2017   -- João Vicente Goulart se filiará ao PPL
14/06/2017   -- A luta pelo Brasil em um novo partido
14/06/2017   -- TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina
14/06/2017   -- Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
29.06.2017
 João Vicente Goulart se filiará ao PPL.
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
14.06.2017
 TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
19.05.2017
 JBS: Mantega recebia a propina e distribuía.
19.05.2017
 Agendas e foto desmentem Lula.
19.05.2017
 Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br