Você está em: Home >> Notícias >> Renan: denúncia que Gurgel enviou ao STF é suspeita e movida por interesse político
 
- Procurar Notícias  
 
 
29/01/2013 | Renan: denúncia que Gurgel enviou ao STF é suspeita e movida por interesse político

O senador Renan Calheiros afirmou que a decisão do procurador-geral da República, Roberto Gurgel, de encaminhar denúncia contra ele ao Supremo Tribunal Federal (STF) "padece de suspeição e possui natureza nitidamente política", já que foi apresentada poucos dias antes da eleição para a presidência do Senado. A eleição da Mesa Diretora será na próxima sexta-feira (1º) e o senador é o provável candidato à presidência pelo PMDB.

"O inquérito é de agosto de 2007 e, apesar de se encontrar parado na Procuradoria da República desde fevereiro de 2011, a denúncia foi protocolada exatamente na sexta-feira anterior à eleição para a presidência do Senado Federal. Trata-se de atitude totalmente incompatível com o habitual cuidado do Ministério Público no exercício de suas nobres funções", diz a nota divulgada sábado (26) por sua assessoria.

Calheiros lamentou a "injustificável demora e agora a acusação" do Ministério Público. A nota esclarece que foi o próprio senador que solicitou as investigações ao MP e à Receita Federal. "Ele mesmo forneceu espontaneamente os documentos - todos verdadeiros -, além dos sigilos bancário, fiscal e telefônico. É o maior interessado nessa questão", diz o texto.

A denúncia do procurador, ajuizada na última sexta-feira (25) em um inquérito que corre em segredo de Justiça na corte, será examinada pelo relator da ação, ministro Ricardo Lewandowski. Renan Calheiros é acusado de usar notas frias para comprovar o pagamento de pensão alimentícia à jornalista Mônica Veloso, com quem tem um filho.

Fonte: Hora do Povo

 
Últimas Notícias
 
03/07/2017   -- Trabalhistas históricos fortalecem o PPL
29/06/2017   -- João Vicente Goulart se filiará ao PPL
14/06/2017   -- A luta pelo Brasil em um novo partido
14/06/2017   -- TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina
14/06/2017   -- Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
29.06.2017
 João Vicente Goulart se filiará ao PPL.
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
14.06.2017
 TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
19.05.2017
 JBS: Mantega recebia a propina e distribuía.
19.05.2017
 Agendas e foto desmentem Lula.
19.05.2017
 Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br