Você está em: Home >> Notícias >> País gera 1,3 milhão de empregos com carteira assinada em 2012
 
- Procurar Notácias  
 
 
29/01/2013 | País gera 1,3 milhão de empregos com carteira assinada em 2012

A criação de empregos formais no país foi 33% menor em 2012. Os dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego a partir do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) na última sexta-feira (25), apontam que 1,3 milhão de vagas foram criadas no ano todo. Em 2011, 1,94 milhão de postos de trabalho foram abertos.

Além de ter sido o saldo mais baixo nos últimos três anos, o número de empregos com carteira assinada gerados em 2012 foi quase a metade do recorde de 2010, quando o país criou 2,5 milhões de novas vagas registradas formalmente.

Os números do governo federal revelam que um dos setores que mais surpreendeu pelo baixo índice de contratação no ano passado foi a Indústria de Transformação, com a abertura de 86,4 mil postos. O recorde ficou com o setor de Serviços, que criou 666 mil empregos formais. O Comércio foi responsável por 372 mil contratações e a Construção Civil 149,2 mil novas vagas.

A Agricultura criou 4,9 mil vagas formais no ano passado, enquanto a indústria Extrativa Mineral abriu 10,9 mil empregos. A Administração Pública foi responsável pela contratação de 1,49 mil trabalhadores e Serviços de Utilidade Publica com 10.223 postos.

DEZEMBRO

No último mês do ano, houve uma redução de 1,27% nos postos de trabalhos criados com relação a dezembro de 2011. Dentre os 25 subsetores pesquisados, somente o Comércio Varejista apresentou crescimento no nível de emprego.

A nível geográfico, todas as regiões apresentaram índices negativos, com destaque para o Sudeste, com queda de 1,47%; Sul com -1,43%; e Centro-Oeste com -1,61%.

Fonte: Hora do Povo

 
Últimas Notícias
 
15/01/2018   -- Ha-Joon Chang: “O Brasil está experimentando uma das maiores desindustrializações da história da economia”
15/01/2018   -- Eleição com Lula é fraude!
15/01/2018   -- João Vicente Goulart condena “desmoralização” do Ministério do Trabalho
27/11/2017   -- A vice-presidente do PPL/RS recebe homenagem da ALRS alusiva à Semana da Consciência Negra
22/11/2017   -- PPL inicia campanha à presidência: “Chega de roubalheira e recessão!”
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
15.01.2018
 João Vicente Goulart condena “desmoralização” do Ministério do Trabalho.
15.01.2018
 Eleição com Lula é fraude!.
27.11.2017
 A vice-presidente do PPL/RS recebe homenagem da ALRS alusiva à Semana da Consciência Negra.
06.10.2017
 Presidente ladrão diz que imoral é o procurador que o pegou pelo pé.
06.10.2017
 RS: Sartori anuncia venda de 49% do estatal Banrisul.
03.07.2017
 Trabalhistas históricos fortalecem o PPL.
29.06.2017
 João Vicente Goulart se filiará ao PPL.
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
14.06.2017
 TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br