Você está em: Home >> Notícias >> Governador Tarso Genro decreta luto de três dias pela morte da secretária Márcia Santana
 
- Procurar Notácias  
 
 
 
Créditos:Alina Souza/Palácio Piratini
13/03/2013 | Governador Tarso Genro decreta luto de três dias pela morte da secretária Márcia Santana

O governador Tarso Genro decretou luto de três dias em decorrência da morte da secretária estadual de Políticas para as Mulheres (SPM), Márcia Santana, na madrugada desta quarta-feira (13). A titular da pasta tinha 35 anos e era natural de Porto Alegre. O corpo será velado a partir das 10h30, no Salão Negrinho do Pastoreio, do Palácio Piratini, e o enterro está marcado para as 17h30, no Jardim da Paz, na Capital.

"A perda da secretária Márcia Santana entristeceu nosso Governo. A sua atuação sempre foi muito vívida e marcante, há uma comoção imensurável em nossa equipe. A morte da secretária Márcia Santana é uma perda incalculável para o Estado. Faremos o possível para dar seguimento ao trabalho iniciado por ela, para que esse legado seja sempre lembrado", lamentou o governador.

O chefe do Executivo estava em Brasília, onde participaria do encontro de governadores. Ele antecipou seu retorno para as 10h ao saber da notícia, e virá acompanhado das ministras da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário, e da Secretaria Especial de Promoção da Igualdade Racial (Sepir), Luiza Bairros.

A última conquista de Márcia e a equipe da SPM para o Estado foi o Selo Pró-Equidade de Gênero e Raça. O selo é um reconhecimento às organizações públicas e privadas promotoras de equidade de gênero e raça/etnia no mundo do trabalho e é desenvolvido pela SPM Nacional, a ONU Mulheres e a OIT Brasil. O Rio Grande do Sul é o primeiro a receber esta certificação.

O laudo oficial da morte ainda não foi divulgado. Márcia Santana deixa o marido Claudiomiro Ambrózio, e os pais Adegar e Maria de Fátima.

Nota de pesar da bancada do PT

A bancada do PT na Assembleia Legislativa lamenta o falecimento de Márcia Santana, secretária de Políticas para as Mulheres do Rio Grande do Sul, na madrugada desta quarta-feira (13), aos 35 anos de idade.

Assistente social, nossa companheira teve destacada atuação defesa de mulheres, crianças e adolescentes vítimas de violência e abuso. Militante feminista e dos direitos humanos, foi escolhida pelo governador Tarso Genro para criar a Secretaria Políticas para as Mulheres.

Márcia será lembrada como exemplo em sua vida pessoal, profissional e política.

O velório será realizado no Palácio Piratini a partir das 10h e o sepultamento, às 17h30min, no Cemitério Jardim da Paz.

Fonte: Daiane Roldão/Secom e PTSul

 
Últimas Notícias
 
17/04/2018   -- Cientistas Engajados disputarão as eleições em 2018
13/03/2018   -- PPL apresenta candidatura de João Goulart Filho a presidente da República
12/03/2018   -- PPL decide: João Goulart e Léo Alves para Presidência e Vice-Presidência do Brasil
08/02/2018   -- NOTA AO POVO GAÚCHO
02/02/2018   -- Governo do RS deixa metade dos servidores sem salário
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
12.03.2018
 PPL decide: João Goulart e Léo Alves para Presidência e Vice-Presidência do Brasil.
02.02.2018
 Aposentados fazem desfile-protesto contra assalto à Previdência.
02.02.2018
 Gasto com juros foi de R$ 400 bilhões em 2017.
02.02.2018
 Servidores Públicos reforçam convocação de greve geral dia 19.
02.02.2018
 ALERGS não vota o pacote de Sartori.
02.02.2018
 Governo do RS deixa metade dos servidores sem salário.
02.02.2018
 Filho de Jango é lançado presidente em São Borja.
22.01.2018
 Resolução da Executiva Estadual do Partido Pátria Livre – RS.
15.01.2018
 João Vicente Goulart condena “desmoralização” do Ministério do Trabalho.
15.01.2018
 Eleição com Lula é fraude!.
15.01.2018
 Ha-Joon Chang: “O Brasil está experimentando uma das maiores desindustrializações da história da economia”.
27.11.2017
 A vice-presidente do PPL/RS recebe homenagem da ALRS alusiva à Semana da Consciência Negra.
22.11.2017
 PPL inicia campanha à presidência: “Chega de roubalheira e recessão!”.
06.10.2017
 Presidente ladrão diz que imoral é o procurador que o pegou pelo pé.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br