Você está em: Home >> Notícias >> RS: Metalúrgicos da GM iniciam mobilização por 12% de reajuste
 
- Procurar Notícias  
 
 
25/03/2013 | RS: Metalúrgicos da GM iniciam mobilização por 12% de reajuste

Os metalúrgicos da General Motors de Gravataí, no Rio Grande do Sul, se reuniram na madrugada de quarta-feira, em assembleia geral, e aprovaram a pauta da Campanha Salarial.

Eles reivindicam reajuste salarial de 12%, piso salarial de R$ 1.535, aumento na Participação de Lucros e Resultados (PLR), quinquênio (aumento salarial a cada cinco anos na empresa) e transporte. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Metalúrgica e Material Elétrico de Gravataí (STIMMMEG), “os gaúchos estão sendo discriminados. Aqui ganhamos 70% a menos de piso salarial e 60% de PLR inferior. Essa é a hora de lutar!”.

Isso porque hoje os trabalhadores da planta de Gravataí recebem piso de R$ 1.021, enquanto em unidades de São Paulo os valores sobem para até R$ 1,7 mil. “O sentimento do trabalhador na fábrica é que não há mais condições de conviver com um tratamento tão desigual e desrespeitoso que a montadora vem dando a Gravataí. O trabalhador concedeu para o sindicato todo o respaldo e vamos para a negociação com muita força e condição de, definitivamente, pleitear as reivindicações”, disse Edson Dornelles, representante do sindicato.

Representantes do Sindicato devem se reunir com representantes da GM esta semana. “Não vai ser fácil, mas os trabalhadores provaram que estão mobilizados. Queremos a equiparação de salários com o resto do país”, explica o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Metalúrgicos (CNTM), Miguel Torres, que esteve presente na assembleia e confirma: caso não haja acordo, existe o indicativo de greve.

Fonte: Hora do Povo

 
Últimas Notícias
 
18/03/2017   -- Atos dizem NÃO a Temer & súcia em defesa da Previdência e CLT
18/03/2017   -- Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato
16/03/2017   -- Não tem déficit na Previdência, o que tem é muito roubo
18/01/2017   -- Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”
18/01/2017   -- Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
18.03.2017
 Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato.
18.01.2017
 Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral.
18.01.2017
 Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”.
13.12.2016
 Wagner e assessor especial de Dilma receberam suborno.
13.12.2016
 Geddel se sentia passado para trás.
13.12.2016
 Renan recebia pixuleco através de Jucá.
13.12.2016
 Padilha e Moreira Franco eram os prepostos de Temer que abasteciam PMDB da Câmara.
13.12.2016
 “PEC 55 só favorece especulador”, afirma o economista Nilson Araújo.
13.12.2016
 PEC do roubo à Previdência barra aposentadoria plena antes dos 70 .
13.12.2016
 Juros altos e sem investimentos, PIB recua 0,8% no 3º trimestre.
13.12.2016
 Governo, Congresso e STF estão podres. Eleições Gerais Já!.
23.11.2016
 Governo apresenta novo pacote de arrocho contra servidores gaúchos.
23.11.2016
 Contra a PEC 241/55 e o Pacote do Sartori.
21.10.2016
 Ipea diz que PEC 241 vai tirar 868 bilhões da assistência Social.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.com.br