Você está em: Home >> Notícias >> CGTB aprova campanha em todo o país contra PAC das concessões
 
- Procurar Notícias  
 
 
25/03/2013 | CGTB aprova campanha em todo o país contra PAC das concessões

entral vai às ruas contra concessões e por mais investimentos públicos 

A CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil) reuniu sua diretoria executiva nacional em São Paulo, na segunda-feira, e aprovou, por unanimidade, desencadear uma ampla campanha pela ampliação dos investimentos públicos, em defesa das empresas nacionais e contra o PAC das Concessões.

A reunião contou com a presença de dirigentes sindicais de diversos estados, que ressaltaram a insatisfação dos trabalhadores com a atual política da equipe econômica do governo.

“Sob o pretexto de atrair investimentos, a proposta da equipe econômica é entregar ao controle privado, preferencialmente estrangeiro, aeroportos, portos, ferrovias, estradas e negócios nas áreas de petróleo, gás e energia elétrica, grande obras de infraestrutura chamada de PAC das Concessões”, afirma o presidente da Central, Ubiraci Dantas de Oliveira, Bira. “Essa política está na contramão do desenvolvimento do país, e por isso, sindicatos e federações irão às ruas em defesa de mais investimentos e prioridade, nos financiamentos do BNDES, às empresas genuinamente nacionais”.

De acordo com Bira, a mobilização dos trabalhadores e dos empresários nacionais e também a determinação da presidente Dilma foram decisivas para as recentes vitórias dos trabalhadores: “Viramos o jogo na luta pela valorização do salário mínimo. Viramos o jogo pela redução dos juros. Viramos o jogo da sobrevalorização do câmbio. E agora vamos fazer uma ampla mobilização para virar o jogo também nos investimentos públicos. Mas é preciso ficar alerta porque há uma grande pressão por parte dos bancos para que os juros voltem a aumentar e não vamos permitir que isso aconteça. Assim como vamos também tomar as ruas para barrar essa onda concessões”, completou.

A campanha será realizada em diversos estados, como Pará, Maranhão, Pernambuco, Espírito Santo, São Paulo, Goiás, Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul e, especialmente nos estados do Ceará, Pará e Paraíba, que estão às vésperas de realizarem seus congressos estaduais.

Os dirigentes debateram também a questão da aferição da central: “É oficial a posição do Ministério do Trabalho, dentro do GT de Aferição (Grupo de Trabalho), que é legítimo o pleito da CGTB. Isso consta na ata da reunião. A Central vai entrar com um novo recurso no MTE”, afirmou Carlos Alberto Pereira, secretário-geral.

Para a aferição é necessário, no mínimo, a filiação de 7% do total de empregados sindicalizados no país, conforme a lei 11.648/2008. A central atingiu acima dos 7%, chegando a 7,66% dos trabalhadores filiados aos sindicatos brasileiros.

No GT, o representante do Ministério aprovou os documentos apresentados pela CGTB que continham as atualizações de número de sócios contidas em atas oficiais de alteração parcial da diretoria, conferidas e validadas pelo Ministério. Mas, os demais membros do GT decidiram por considerar apenas as atualizações de número de sócios aos sindicatos comunicadas em atas eleitorais, critério este que não é estabelecido em nenhuma lei.

 

 
Últimas Notícias
 
03/07/2017   -- Trabalhistas históricos fortalecem o PPL
29/06/2017   -- João Vicente Goulart se filiará ao PPL
14/06/2017   -- A luta pelo Brasil em um novo partido
14/06/2017   -- TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina
14/06/2017   -- Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
29.06.2017
 João Vicente Goulart se filiará ao PPL.
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
14.06.2017
 TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
19.05.2017
 JBS: Mantega recebia a propina e distribuía.
19.05.2017
 Agendas e foto desmentem Lula.
19.05.2017
 Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br