Você está em: Home >> Notícias >> Governo Federal tenta atrair estrangeiros diminuindo outorga no trem-bala
 
- Procurar Notícias  
 
 
12/06/2013 | Governo Federal tenta atrair estrangeiros diminuindo outorga no trem-bala

O governo decidiu abrir mão de R$ 2 bilhões a R$ 3 bilhões em favor das empresas interessadas no projeto do trem-bala. De acordo com Bernardo Figueiredo, presidente da EPL, o valor mínimo da tarifa será reduzido de R$ 70,31 para R$ 65,00 por km percorrido. Pelas regras do edital, haveria cobrança de pelo menos R$ 70,31 por trem-quilômetro. Ou seja, cada composição deveria pagar esse valor ao governo por quilômetro percorrido. Ao longo dos 40 anos de concessão do empreendimento, isso significaria um desembolso perto de R$ 27 bilhões, segundo o preço de referência do leilão.

Para permitir uma taxa de retorno maior aos acionistas, o valor mínimo será, então, reduzida para cerca de R$ 65,00 por trem-quilômetro. O objetivo é tornar a taxa de retorno mais atraente. “É um ajuste necessário para melhorar a taxa interna de retorno”, afirma Figueiredo. A TIR do trem-bala foi fixada, no edital, em 6,32%. De acordo com o presidente da empresa, a revisão do valor mínimo de outorga permitirá aumentar o retorno aos investidores privados para 7,2% ao ano, no mínimo. Essa foi a taxa estabelecida recentemente pelo governo para os leilões de rodovias. Segundo ele, se não houver ágio no leilão, o montante total a ser pago pela futura concessionária ficará entre R$ 24 bilhões e R$ 25 bilhões.

O presidente da EPL, que tem se encontrado com donos de empresas estrangeiras interessadas no trem-bala, aponta três grupos como possíveis favoritos no leilão: os espanhóis (liderados pela Renfe e pela Talgo), os franceses (sob comando da Alstom e da SNCF) e os alemães (capitaneados pela Siemens). Japoneses, coreanos e italianos também demonstraram interesse no leilão. A mudança no valor da outorga deverá ocorrer nos próximos dias, segundo Figueiredo. O dinheiro arrecadado com a outorga financiará as obras de infraestrutura, que serão contratadas em 2014, por meio de uma licitação internacional.

Fonte: Hora do Povo

 
Últimas Notícias
 
06/10/2017   -- PPL-RS: NÃO à adesão do RS ao plano do governo federal de arrocho dos estados
06/10/2017   -- RS: Sartori anuncia venda de 49% do estatal Banrisul
06/10/2017   -- Presidente ladrão diz que imoral é o procurador que o pegou pelo pé
03/07/2017   -- Trabalhistas históricos fortalecem o PPL
29/06/2017   -- João Vicente Goulart se filiará ao PPL
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
03.07.2017
 Trabalhistas históricos fortalecem o PPL.
29.06.2017
 João Vicente Goulart se filiará ao PPL.
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
14.06.2017
 TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina.
14.06.2017
 A luta pelo Brasil em um novo partido.
22.05.2017
 Resolução Diretório Estadual Partido Pátria Livre RS.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br