Você está em: Home >> Notícias >> Mantega reduz de novo previsão para o crescimento do PIB: 2,5%
 
- Procurar Notácias  
 
 
 
25/09/2013 | Mantega reduz de novo previsão para o crescimento do PIB: 2,5%

Em dezembro passado, previsão era de 4%

Mesmo com seu costumeiro festival de chute de números, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, se viu obrigado a reduzir sua previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para este ano, agora para 2,5%. “Crescemos a uma taxa média de 4% nos últimos anos, o que não é pouco. Nossa expectativa é crescer 2,5% este ano e 4% no ano que vem. Podemos ter um ciclo de crescimento maior, mas que, necessariamente, pede mais infraestrutura”, afirmou em entrevista à rádio Bandnews FM, na segunda-feira (23), antes de partir para os Estados Unidos, onde vai fazer um tour, para vender o Brasil.

A média de 4%, evidentemente, não foi feita apenas com os fiascos de 2012 (PIB de 0,9%) e de 2011 (PIB de 2,7%). A estimativa de 4% para 2014 não tem nenhuma base na realidade, uma vez que as bases que levaram a economia ao chão, estabelecidas por ele mesmo, não só estão mantidas como ele pretende aprofundar, inclusive na viagem aos EUA, ou seja, a privatização da infraestrutura, de preferência, entregando-a para monopólios estrangeiros, com lucros garantidos para os açambarcadores. “As garantias são plenas. Nunca deixamos de cumprir contratos. Modernizamos o marco regulatório dos portos, do setor elétrico e de saneamento. Hoje podemos dizer que o Brasil tem um marco regulatório claro, explícito e seguro para os investidores”, disse. “Ninguém investe para não ganhar dinheiro. Estamos dando essas condições e montando um modelo de financiamento que viabilize os investimentos”, assegurou.

Em dezembro do ano passado, a previsão de Mantega para o PIB de 2013 era de 4%. Em março, disse que deveria ficar entre 3% e 4%. Depois, em junho, asseverou que via o PIB caminhando para 3%. No mês seguinte, cairia de 3,5% para 3%. Finalmente, para 2,5%. Como a ladeira é extensa, até dezembro, o fundo do poço é o limite.

Na sexta-feira (20), o Ministério do Planejamento divulgou o Relatório Bimestral de Receitas e Despesas do quarto bimestre de 2013, no qual a previsão oficial do PIB de 2013 recuou de 3% para 2,5%.

Por seu turno, a ministra-chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, foi promovida pela mídia à especialista em infraestrutura. Em entrevista ao Valor Econômico, não se fez de rogada e ressaltou que a privatização das rodovias, ferrovias, portos e aeroportos é para viabilizar os lucros dos “investidores”: “Falava-se que não queríamos que o empresariado tivesse lucro e que não gostamos da iniciativa privada. Isso é uma besteira. É como se ficássemos em torno de uma mesa discutindo como ferrá-los. Óbvio que não! Todas as nossas discussões eram e são para ter um modelo equilibrado, com retorno ao investidor, mas com sustentabilidade na tarifa”.

Fonte: Hora do Povo/Valdo Albuquerque

 

 
Últimas Notícias
 
17/04/2018   -- Cientistas Engajados disputarão as eleições em 2018
13/03/2018   -- PPL apresenta candidatura de João Goulart Filho a presidente da República
12/03/2018   -- PPL decide: João Goulart e Léo Alves para Presidência e Vice-Presidência do Brasil
08/02/2018   -- NOTA AO POVO GAÚCHO
02/02/2018   -- Governo do RS deixa metade dos servidores sem salário
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
12.03.2018
 PPL decide: João Goulart e Léo Alves para Presidência e Vice-Presidência do Brasil.
02.02.2018
 Aposentados fazem desfile-protesto contra assalto à Previdência.
02.02.2018
 Gasto com juros foi de R$ 400 bilhões em 2017.
02.02.2018
 Servidores Públicos reforçam convocação de greve geral dia 19.
02.02.2018
 ALERGS não vota o pacote de Sartori.
02.02.2018
 Governo do RS deixa metade dos servidores sem salário.
02.02.2018
 Filho de Jango é lançado presidente em São Borja.
22.01.2018
 Resolução da Executiva Estadual do Partido Pátria Livre – RS.
15.01.2018
 João Vicente Goulart condena “desmoralização” do Ministério do Trabalho.
15.01.2018
 Eleição com Lula é fraude!.
15.01.2018
 Ha-Joon Chang: “O Brasil está experimentando uma das maiores desindustrializações da história da economia”.
27.11.2017
 A vice-presidente do PPL/RS recebe homenagem da ALRS alusiva à Semana da Consciência Negra.
22.11.2017
 PPL inicia campanha à presidência: “Chega de roubalheira e recessão!”.
06.10.2017
 Presidente ladrão diz que imoral é o procurador que o pegou pelo pé.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br