Você está em: Home >> Notícias >> "Construir um novo caminho para que o Brasil volte a crescer", afirmou o Diretório Estadual/RS
 
- Procurar Notícias  
 
 
 
30/04/2014 | "Construir um novo caminho para que o Brasil volte a crescer", afirmou o Diretório Estadual/RS

         Nesse último domingo (27) aconteceu a reunião do Diretório Estadual do Partido Pátria Livre do Rio Grande do Sul. Estiveram presentes os membros do diretório e sua executiva, que debateram sobre a conjuntura política do Estado e do País: “Vamos unir forças para consolidar a continuidade do Governo Tarso Genro no Estado do Rio Grande do Sul, para que as mudanças continuem acontecendo”, disse Mari Perusso, Presidente Estadual do PPL.

         Uma resolução foi aprovada por unanimidade que expõe a confiança do Diretório do Rio Grande Sul à Executiva Nacional do PPL de que se construa uma frente que aponte o cominho para o Brasil voltar a crescer: “Expor sua confiança na executiva nacional do partido em conduzir a formação da mais ampla frente política para as próximas eleições presidenciais. Esta frente deverá apontar um novo caminho para que o Brasil volte a crescer com desenvolvimento econômico e soberania, superando as desigualdades e aproximando-se ao máximo do projeto Nacional Desenvolvimentista apresentado pelo PPL à Nação”, diz a resolução aprovada.

         A reunião, também, foi de homenagem ao Secretário Nacional de Relações Internacionais do PPL, Nelson Chaves, falecido no dia 27 de março, que, coincidente com a data da reunião, estaria comemorando seu aniversário: “Nelson foi – e continua sendo - um grande exemplo, possuía muita fibra e capacidade de querer mudar esse País. Quem conheceu Chaves souberam que era um homem simples, mas de uma grandeza extraordinária. Somente com a nossa unidade faremos, dessa grande perda, a motivação de seguirmos em frente”, aconselhou Marcio Cabreira, Secretário da Região Sul do PPL Nacional.

         No final, foi apresentada e aprovada por todos os filiados uma moção de repúdio ao Governo Federal, condenando os aumentos dos preços na energia elétrica e as atrocidades que o mesmo vem fazendo no setor. Abaixo, segue, na íntegra, a moção:

 

MOÇÃO DE REPÚDIO

         Com a privatização de boa parte do setor elétrico, onde o mercado dita ás normas do jogo e o estado abre mão de suas prerrogativas. O Governo vem sistematicamente desmontando a Eletrobrás e reduzindo drasticamente os investimentos no setor, enquanto isto a Aneel toma resoluções que atentam contra as estatais, ou seja, contra os interesses nacionais, os interesses do povo, em favor das empresas privadas.

         É necessário que o Estado amplie sua participação no setor elétrico, geração, transmissão e distribuição de energia, e amplie os investimentos públicos para dar sustentação a uma política voltada para o desenvolvimento do País, mas, infelizmente não é isto que vem ocorrendo. O Governo aprovou operação de crédito no valor de R$ 11,2 bilhões para injetar mais dinheiro nas distribuidoras de energia elétrica. O referido “aporte financeiro” será pago pelos consumidores de energia, ou seja, pelo povo brasileiro em aumentos nas contas de luz no ano de 2015.

         Além disto, que já é um descalabro, o Governo Federal, através da Aneel aprovou aumento que variara para cada estado podendo chegar até 29% nas tarifas para os consumidores residenciais e 31% para as indústrias no ano de 2014.

         No Rio Grande do Sul o Governo Federal autorizou o maior aumento do País, onde a alta na tarifa será de 29,54% para 1,2 milhões de consumidores atendidos pela concessionaria norte-americana AES Sul, em 118 municípios do estado. As tarifas residenciais iram aumentar 28,54% e a industrial será ainda maior, de 30,29%.

         Portanto, considerando que esta política traz enormes prejuízos ao Povo Brasileiro, a Comissão Provisória do Partido Pátria Livre do estado do Rio Grande do Sul, resolve aprovar MOÇÂO DE REPÚDIO ao Governo Federal.

 

         Esta Moção será encaminhada á instância superior do Partido e será devidamente publicada. 

 
Últimas Notícias
 
18/03/2017   -- Atos dizem NÃO a Temer & súcia em defesa da Previdência e CLT
18/03/2017   -- Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato
16/03/2017   -- Não tem déficit na Previdência, o que tem é muito roubo
18/01/2017   -- Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”
18/01/2017   -- Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
18.03.2017
 Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato.
18.01.2017
 Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral.
18.01.2017
 Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”.
13.12.2016
 Wagner e assessor especial de Dilma receberam suborno.
13.12.2016
 Geddel se sentia passado para trás.
13.12.2016
 Renan recebia pixuleco através de Jucá.
13.12.2016
 Padilha e Moreira Franco eram os prepostos de Temer que abasteciam PMDB da Câmara.
13.12.2016
 “PEC 55 só favorece especulador”, afirma o economista Nilson Araújo.
13.12.2016
 PEC do roubo à Previdência barra aposentadoria plena antes dos 70 .
13.12.2016
 Juros altos e sem investimentos, PIB recua 0,8% no 3º trimestre.
13.12.2016
 Governo, Congresso e STF estão podres. Eleições Gerais Já!.
23.11.2016
 Governo apresenta novo pacote de arrocho contra servidores gaúchos.
23.11.2016
 Contra a PEC 241/55 e o Pacote do Sartori.
21.10.2016
 Ipea diz que PEC 241 vai tirar 868 bilhões da assistência Social.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.com.br