Você está em: Home >> Notícias >> PSB, PPS, Rede e PPL se reúnem para avaliar cenário nacional
 
- Procurar Notícias  
 
 
 
10/03/2016 | PSB, PPS, Rede e PPL se reúnem para avaliar cenário nacional

Presidentes do PSB, PPS, PPL e porta-vozes da Rede Sustentabilidade decidiram nesta quarta-feira (9) realizar reuniões periódicas para avaliar o cenário nacional. Nesta manhã, as legendas entraram em consenso de que o governo Dilma se esgotou e que é preciso encontrar um caminho para o país.

“O consenso é que o governo se esgotou. Isso é inaceitável e vamos tratar de construir um novo polo político que governe o país e represente os interesses da nação”, disse o presidente do PSB, Carlos Siqueira, após reunião na sede do partido com a porta-voz nacional da Rede, Marina Silva, o presidente do PPS, Roberto Freire, e o presidente do PPL, Sérgio Torres.

Os partidos estiveram juntos nas eleições de 2014 e vão continuar o diálogo em meio à discussão do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff e da ação que pede ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a cassação da chapa encabeçada pelo PT e PMDB.

“A gente constituiu um campo político que apresentou o programa, que antecipou essa crise, que teve a coragem de falar a verdade para a sociedade brasileira. É justo que num momento em que a gente vê a ingovernabilidade com a crise política, a crise econômica, a crise social, que essas forças políticas conversem. Cada um tem seus tensionamentos, sua autonomia, mas é legítimo e desejável para que a gente possa manter o diálogo permanente”, disse Marina Silva.

“É um ótimo sinal de que a gente comece a discutir. As forças que lutaram contra esse governo na campanha voltam a discutir por algo em comum”, acrescentou Roberto Freire.

Beto Albuquerque, que foi candidato a vice na chapa da coligação, ressaltou que o consenso dos partidos vem desde 2014. “Lutamos para que esse governo não continuasse. No segundo turno, não votamos no que está aí porque sabíamos que a panela de pressão ia jogar a tampa para cima”, disse.

Além de Beto, participaram da reunião Renato Casagrande, secretário-geral do PSB e presidente da Fundação João Mangabeira, Bazileu Margarido, porta-voz da Rede, e Pedro Ivo Xavier, coordenador de Organização do partido. 

Fonte: Assessoria de Comunicação/PSB

 

 

 
Últimas Notícias
 
18/03/2017   -- Atos dizem NÃO a Temer & súcia em defesa da Previdência e CLT
18/03/2017   -- Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato
16/03/2017   -- Não tem déficit na Previdência, o que tem é muito roubo
18/01/2017   -- Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”
18/01/2017   -- Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
18.03.2017
 Michel Temer, Gilmar, Rodrigo Maia e Eunício tramam contra a Lava Jato.
18.01.2017
 Para Ciro, conchavo PT-Temer na Câmara é uma traição imoral.
18.01.2017
 Fernando Siqueira: “o acordo com Total é um ato criminoso”.
13.12.2016
 Wagner e assessor especial de Dilma receberam suborno.
13.12.2016
 Geddel se sentia passado para trás.
13.12.2016
 Renan recebia pixuleco através de Jucá.
13.12.2016
 Padilha e Moreira Franco eram os prepostos de Temer que abasteciam PMDB da Câmara.
13.12.2016
 “PEC 55 só favorece especulador”, afirma o economista Nilson Araújo.
13.12.2016
 PEC do roubo à Previdência barra aposentadoria plena antes dos 70 .
13.12.2016
 Juros altos e sem investimentos, PIB recua 0,8% no 3º trimestre.
13.12.2016
 Governo, Congresso e STF estão podres. Eleições Gerais Já!.
23.11.2016
 Governo apresenta novo pacote de arrocho contra servidores gaúchos.
23.11.2016
 Contra a PEC 241/55 e o Pacote do Sartori.
21.10.2016
 Ipea diz que PEC 241 vai tirar 868 bilhões da assistência Social.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.com.br