Você está em: Home >> Notícias >> Juventude ocupa ruas de Porto Alegre por ‘eleições gerais, já!’
 
- Procurar Notácias  
 
 
 
13/04/2016 | Juventude ocupa ruas de Porto Alegre por ‘eleições gerais, já!’

“Não aceitamos as duas faces da mesma moeda”, afirmam estudantes

Na última quinta-feira (7), mais de mil estudantes secundaristas de Porto Alegre (RS) realizaram um ato no centro da cidade exigindo a realização de eleições gerais já. Com faixas com os dizeres “nem direita, nem governo”, e “que o povo decida: Eleições Gerais, Já!” os jovens denunciaram a política de ajuste fiscal implementada pelo governo de Dilma e Temer.

A manifestação foi convocada pela União Municipal dos Estudantes de Porto Alegre (Umespa), pela União Gaúcha dos Estudantes Secundaristas (UGES) e por grêmios estudantis da região metropolitana gaúcha. Além da Juventude Pátria Livre (JPL), e pelos coletivos “Juntos” e “Vamos à Luta”, do PSOL. Os estudantes também denunciaram a política de cortes do governo estadual de José Sartori e do prefeito José Fortunati, copiadas do governo federal.

Nas ruas, os secundaristas puxaram palavras de ordem como “Dilma e Temer é tudo igual! Só roubalheira e ajuste fiscal!” e “Que contradição! A pátria educadora cortou da educação!”.

Luciana Genro, dirigente do PSOL e ex-candidata à presidência da República, que defende uma saída democrática para a crise que o país vive e que não é com Dilma nem Temer, mas sim devolvendo ao povo o direito de decidir, através da convocação de eleições gerais, também participou do ato. Luciana saudou os estudantes, e afirmou estar “muito feliz em ver que os secundaristas estão indo às ruas contra o ajuste fiscal, que deixa as nossas escolas caindo aos pedaços”.

O presidente da JPL-RS, Nelson Junior, considerou que o ato mostrou que é nas ruas que a juventude e os trabalhadores vão derrubar esse governo, e lembrou que “o governo Dilma/Temer foi eleito a partir do estelionato eleitoral, prometeram melhorar a vida das pessoas, não entregar o pré-sal às multinacionais, não mexer nos direitos trabalhistas, e estão fazendo exatamente o contrário, só no último ano são três milhões de desempregados a mais. Além disso, bilhões foram roubados da Petrobrás para elegê-los nessa campanha de mentiras, e agora eles ficam se matando para ver quem faz melhor a política de entrega do país. Democracia de verdade é assim: o povo elege, mas se trair o povo tira”.

Já Roberto Robaina, dirigente do PSOL do Rio Grande do Sul, incentivou manifestações pelas eleições gerais e alertou “se os jovens não tomarem as ruas, vamos ver as elites disputarem o poder, cada uma com seu bloco, para atender aos interesses dos banqueiros e dos partidos envolvidos em esquemas de corrupção”.

Marcos Prestes, presidente da UGES, afirmou “não aceitamos as duas faces da mesma moeda. Queremos decidir o nosso próprio destino. Nem Dilma, nem Temer, nem Renan, nem Cunha, nem Aécio! Agora é eleições gerais!”.

O presidente da Umespa, Erick Denil, denunciou que “Dilma e Temer usam seus cargos para entregar dinheiro do povo para bancos e empreiteiras. Isso o povo não tolera, devemos ter eleições gerais o mais rápido possível e retirá-los do poder”.

A presidente do grêmio do Colégio Protásio Alves, Ana Paula Santos, afirmou que está conclamando eleições gerais, porque acredita “que é o povo que tem que decidir. Não vamos deixar que Cunha e Temer façam um acordão no Congresso, nem vamos defender um governo que precariza a educação”.

Fonte: Jornal Hora do Povo

 

 
Últimas Notícias
 
08/02/2018   -- NOTA AO POVO GAÚCHO
02/02/2018   -- Governo do RS deixa metade dos servidores sem salário
02/02/2018   -- Filho de Jango é lançado presidente em São Borja
02/02/2018   -- ALERGS não vota o pacote de Sartori
02/02/2018   -- Servidores Públicos reforçam convocação de greve geral dia 19
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
02.02.2018
 Aposentados fazem desfile-protesto contra assalto à Previdência.
02.02.2018
 Gasto com juros foi de R$ 400 bilhões em 2017.
02.02.2018
 Servidores Públicos reforçam convocação de greve geral dia 19.
02.02.2018
 ALERGS não vota o pacote de Sartori.
02.02.2018
 Governo do RS deixa metade dos servidores sem salário.
15.01.2018
 João Vicente Goulart condena “desmoralização” do Ministério do Trabalho.
15.01.2018
 Eleição com Lula é fraude!.
15.01.2018
 Ha-Joon Chang: “O Brasil está experimentando uma das maiores desindustrializações da história da economia”.
27.11.2017
 A vice-presidente do PPL/RS recebe homenagem da ALRS alusiva à Semana da Consciência Negra.
22.11.2017
 PPL inicia campanha à presidência: “Chega de roubalheira e recessão!”.
06.10.2017
 Presidente ladrão diz que imoral é o procurador que o pegou pelo pé.
06.10.2017
 RS: Sartori anuncia venda de 49% do estatal Banrisul.
06.10.2017
 PPL-RS: NÃO à adesão do RS ao plano do governo federal de arrocho dos estados.
03.07.2017
 Trabalhistas históricos fortalecem o PPL.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br