Você está em: Home >> Notícias >> Fux: os fatos são gravíssimos
 
- Procurar Notícias  
 
 
14/06/2017 | Fux: os fatos são gravíssimos

O ministro Luiz Fux, que acompanhou o relator, Herman Benjamin, para cassar integralmente a chapa Dilma-Temer por abuso de poder político e econômico nas eleições de 2014, destacou ao votar que o país vive "um verdadeiro pesadelo pelo descrédito das instituições", devido ao "despudor dos agentes políticos que violaram a soberania popular". "O ambiente político hoje está severamente contaminado. E a hora do resgate é agora", afirmou.

Ele considerou que os fatos levados à discussão no julgamento "são gravíssimos, são insuportáveis". "Será que eu, como magistrado que vai julgar uma causa agora, com esse conjunto, vou me sentir confortável usando um instrumento processual para não encarar a realidade?", questionou, criticando a exclusão das provas relacionadas à Odebrecht. À sua própria indagação, o ministro emendou com a resposta: "Não". "Nós somos uma corte. Avestruz é que enfia a cabeça no chão", completou.

Luiz Fux defendeu que o tribunal não pode ignorar as provas obtidas a partir dos depoimentos de delatores da Odebrecht.

Fonte: Jornal Hora do Povo

 

 
Últimas Notícias
 
03/07/2017   -- Trabalhistas históricos fortalecem o PPL
29/06/2017   -- João Vicente Goulart se filiará ao PPL
14/06/2017   -- A luta pelo Brasil em um novo partido
14/06/2017   -- TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina
14/06/2017   -- Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
29.06.2017
 João Vicente Goulart se filiará ao PPL.
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
14.06.2017
 TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
19.05.2017
 JBS: Mantega recebia a propina e distribuía.
19.05.2017
 Agendas e foto desmentem Lula.
19.05.2017
 Okamoto e Vaccari na agenda de Léo Pinheiro.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br