Você está em: Home >> Notícias >> PPL-RS: NÃO à adesão do RS ao plano do governo federal de arrocho dos estados
 
- Procurar Notícias  
 
 
06/10/2017 | PPL-RS: NÃO à adesão do RS ao plano do governo federal de arrocho dos estados

Em reunião realizada pela executiva estadual do Partido Pátria Livre do Rio Grande do Sul aprovou-se uma resolução de repúdio a adesão ao regime de recuperação discal do governo Temer, que não soluciona a questão de fundo da crise dos estados, pelo contrário, aprofundo ainda mais a crise. Abaixo segue a resolução na íntegra:

 

Resolução da Executiva Estadual do Partido Pátria Livre – RS

 

A Executiva Estadual do Partido Pátria Livre, reunida em 23 de setembro de 2017, em face o anúncio por parte do governo Sartori de aderir ao Regime de Recuperação Fiscal do Governo Federal, resolve dizer NÂO a este plano que não soluciona a questão de fundo da crise dos estados, somente protela o aprofundamento da crise e compromete o futuro dos gaúchos.

Em 1997, o valor da dívida com a União era de R$ 11,013 bilhões, hoje(2017) é de cerca de R$ 57 Bilhões e poderá passar dos R$ 80 bilhões se o Estado do Rio Grande do Sul aderir a este regime que exige privatizações da CEEE, da CRM e da SULGÀS, do BANRISUL, BRDE e BADESUL, e também da CORSAN, prevendo, além disso a alienação de Ativos do Estado, congelamento de salários, não realização de concursos e, ainda mais, a renúncia ao direito das ações judiciais movidas pelo estado questionando a dívida com a União e o pagamento de juros sobre juros.

O Rio Grande do Sul, bem como o Estado Nacional, atravessa uma crise sem precedentes, que está esmagando nosso Povo. Não restam dúvidas que seguir por este caminho vai empobrecer ainda mais nosso estado, que não nos fará superar a referida crise. Aliás, a adesão ao regime prevê apenas o não pagamento das parcelas da dívida com a União nos três anos de prazo de vigência do Plano de Recuperação, gerando uma dívida ainda maior e impagável ao fim deste período.

Precisamos enfrentar a sonegação fiscal (que em 2016 foi de R$ 7,8 bilhões); rever os incentivos fiscais para as grandes empresas (em 2017 já somam R$ 9 bilhões); revogar os efeitos da Lei Kandir sobre o RS e buscar seu devido ressarcimento; continuar na luta pela atualização desta dívida que já foi paga; reapresentar e aprovar a PEC do duodécimo como está fazendo o Deputado Estadual do PPL Miguel Bianchini, que já está coletando assinaturas de Parlamentares. A iniciativa do deputado Bianchini visa auxiliar o estado superar a crise fazendo o repasse aos poderes legislativo e judiciário de forma real, em cima do orçamento realizado e não do estimado.

Diante do exposto o Partido Pátria Livre do RS é CONTRA a ADESÃO por parte do Rio Grande do Sul ao Regime de Recuperação Fiscal do Governo Federal.

 

Werner Rempel

Presidente Estadual do PPL-RS

 

 
Últimas Notícias
 
06/10/2017   -- RS: Sartori anuncia venda de 49% do estatal Banrisul
06/10/2017   -- Presidente ladrão diz que imoral é o procurador que o pegou pelo pé
03/07/2017   -- Trabalhistas históricos fortalecem o PPL
29/06/2017   -- João Vicente Goulart se filiará ao PPL
14/06/2017   -- A luta pelo Brasil em um novo partido
 

 
Voltar


 Comente
 
COMENTÁRIOS:
03.07.2017
 Trabalhistas históricos fortalecem o PPL.
29.06.2017
 João Vicente Goulart se filiará ao PPL.
14.06.2017
 O manual da canalhice - ou como Temer escapou no TSE.
14.06.2017
 Trabalhadores nas ruas dizem “Não” às ‘reformas’ de Temer .
14.06.2017
 Boletim do BC reduz a 0,41% previsão para o PIB este ano.
14.06.2017
 Lucro das operadoras de saúde aumentou 70% em 2016, diz ANS.
14.06.2017
 Fux: os fatos são gravíssimos .
14.06.2017
 Gilmar defende impunidade para PMDB, PT e PSDB.
14.06.2017
 TSE livra chapa Dilma-Temer e vota pela ditadura da propina.
14.06.2017
 A luta pelo Brasil em um novo partido.
22.05.2017
 Resolução Diretório Estadual Partido Pátria Livre RS.
18.05.2017
 Parente corta investimentos e privatiza Campo do Azulão.
19.05.2017
 Com manifestações e panelaço, povo vai às ruas após divulgação de gravações de Temer .
19.05.2017
 Molon protocola pedido de impeachment.
[+ Notícias]

Correio Eletrônico: pplrs@pplrs.org.br